A JUSTIFICAÇÃO POR CONSENSO SOBREPOSTO EM JOHN RAWLS

Autores

  • Denis Coitinho Silveira UFPEL (Universidade Federal de Pelotas)

DOI:

https://doi.org/10.5216/phi.v12i1.4764

Palavras-chave:

consenso sobreposto, justificação, razão pública

Resumo

O objetivo deste artigo é estabelecer algumas considerações sobre o papel da categoria de consenso sobreposto na teoria da justiça como eqüidade de John Rawls nas obras Political Liberalism (Lecture IV), Justice as Fairness: A Restatement (§ 11) e Replay to Habermas (§ 2), com a intenção de identificar um modelo pragmático de justificação em um âmbito público, compreendendo os princípios de justiça para a estrutura básica da sociedade como um mínimo social que visa a garantia da estabilidade e legitimidade, assegurando critérios públicos para a determinação dos principais  acordos constitucionais, econômicos e sociais. Com a afirmação dos valores políticos de razoabilidade e reciprocidade, identificar-se-á um modelo pragmatista universalista de justificação com base em um intuicionismo mitigado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Denis Coitinho Silveira, UFPEL (Universidade Federal de Pelotas)

Graduação em Filosofia: Licenciatura Plena pela Faculdade Dom Bosco (1990), mestrado em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (1999) e doutorado em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (2003). Pós-doutoramento no CEBRAP/SP - Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (2005-2006). Professor Adjunto do Departamento de Filosofia da Universidade Federal de Pelotas. Experiência na área de Filosofia, com ênfase em Ética, Filosofia Política e História da Filosofia Antiga e Contemporânea, atuando principalmente nos seguintes temas: filosofia prática de Aristóteles, teoria da justiça de John Rawls, teorias da justiça antigas e contemporâneas, metaética (Wittgenstein, Tugendhat, Hare, Moore). Avaliador do SINAES/INEP. Livros publicados: "Ensaios sobre Ética" (Editora UFPel) e "Os Sentidos da Justiça de Aristóteles" (Edipucrs), além de quatro capítulos de livros, com destaque para "A Ética Aristotélica das Virtudes e a Educação: complementaridade entre o universalismo e o particularismo" (UFSM) e quinze artigos em revistas de filosofia (Philosophica, Veritas, Trans/Form/Ação, Ethica, Dissertatio, Filosofazer).

Downloads

Publicado

31-12-2008

Como Citar

Silveira, D. C. (2008). A JUSTIFICAÇÃO POR CONSENSO SOBREPOSTO EM JOHN RAWLS. Philósophos - Revista De Filosofia, 12(1). https://doi.org/10.5216/phi.v12i1.4764