EFEITO INSETICIDA E DETERRENTE DO ÓLEO DE NIM EM MACHOS E FÊMEAS DE Oebalus poecilus (HEMIPTERA: PENTATOMIDAE)

  • Patricia Valle Pinheiro Embrapa Arroz e Feijão
  • Eliane Dias Quintela
Palavras-chave: Percevejo da panícula, Azadirachta indica, danos qualitativos, Oryza sativa, extrato botânico

Resumo

Avaliou-se o efeito das formulações comerciais de óleo de nim (Azadirachta indica) Dalneem e Nim-I-Go sobre a alimentação e sobrevivência de O. poecilus, em arroz irrigado. O efeito sobre a alimentação foi avaliado nas concentrações de 1% e 2% (v/v) das formulações. O efeito inseticida foi avaliado nas concentrações de 0,5%; 1%; 2%; e 4% (v/v) de Dalneem, por ingestão. Os experimentos foram realizados com quatro repetições por tratamento, contendo uma panícula e insetos adultos separados por sexo (dois insetos por parcela, para o efeito sobre a alimentação, e cinco, para o efeito inseticida). Os dois produtos foram igualmente eficientes na redução dos danos causados pelos insetos. Os insetos alimentaram-se menos das panículas tratadas, causando menor número de bainhas de estilete/grão e menos grãos danificados do que no controle. A massa das espiguetas foi maior nas panículas tratadas. Na testemunha, as fêmeas causaram danos significativamente maiores que os machos, para número de bainhas de estilete e Índice de Deterrência da Alimentação. Apenas na concentração de 4% (v/v), o Dalneem causou mortalidade de adultos significativamente superior à da testemunha. Conclui-se que os óleos de nim testados, em concentrações >= 1% (v/v), podem ser utilizados para reduzir os danos quantitativos e qualitativos causados por O. poecilus, em arroz.

PALAVRAS-CHAVE: Percevejo da panícula; Azadirachta indica; danos qualitativos; Oryza sativa; extrato botânico.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
10-11-2010
Como Citar
PINHEIRO, P. V.; QUINTELA, E. D. EFEITO INSETICIDA E DETERRENTE DO ÓLEO DE NIM EM MACHOS E FÊMEAS DE Oebalus poecilus (HEMIPTERA: PENTATOMIDAE). Pesquisa Agropecuária Tropical (Agricultural Research in the Tropics), v. 40, n. 4, p. 394-400, 10 nov. 2010.
Seção
Proteção de Plantas