MERCADO DE HORTIFRUTÍCOLAS FRESCAS NO MUNICÍPIO DE MINEIROS-GO

  • Mauro Brasil Dias Tofanelli Faculdades Integradas de Mineiros
  • Marilaine de Sá Fernandes Instituto de Dados Estatísticos e de Pesquisas Sócios-Econômicas
  • Núbia Sousa Carrijo Instituto de Dados Estatísticos e de Pesquisas Sócio-Econômicas
  • Oscar Barbosa Martins Filho Instituto de Dados Estatísticos e de Pesquisas Sócio-Econômicas
Palavras-chave: Hortaliças, comercialização, mercado, fruticultura, olericultura

Resumo

O complexo sistema de comercialização de hortifrutícolas requer estudos mercadológicos freqüentes, para a elaboração e implementação de estratégias e ações de melhorias do sistema. O objetivo deste trabalho foi realizar um levantamento do mercado de frutas e hortaliças, em Mineiros, GO, visando a fornecer informações mercadológicas ao setor varejista destes produtos. Foram realizadas pesquisas em equipamentos varejistas como supermercados, quitandas e feiras-livres, entre dezembro de 2005 e janeiro de 2006, mediante aplicação de questionário. Dentre as frutas relacionadas pelos resultados da pesquisa, a laranja foi a que apresentou o maior volume semanal de comercialização (7.196 kg), seguida da banana (2.812 kg), maçã (2.526 kg) e abacaxi (1.935 kg). Entre as olerícolas, o tomate (7.854 kg), a melancia (6.600 kg), a cebola (4.882 kg) e a batata inglesa (4.272 kg) foram aquelas comercializadas em maior volume. Os supermercados e as quitandas são os principais responsáveis pelo comércio de frutas e hortaliças na região. O mercado destes produtos, no município, é dependente do fornecimento a longas distâncias, sendo o agronegócio de hortifruticultura local incapaz de abastecer o município em suas necessidades.

PALAVRA-CHAVE:Hortaliças;comercialização; mercado; fruticultura; olericultura.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
29-09-2008
Como Citar
TOFANELLI, M. B. D.; FERNANDES, M. DE S.; CARRIJO, N. S.; MARTINS FILHO, O. B. MERCADO DE HORTIFRUTÍCOLAS FRESCAS NO MUNICÍPIO DE MINEIROS-GO. Pesquisa Agropecuária Tropical (Agricultural Research in the Tropics), v. 38, n. 3, p. 201-207, 29 set. 2008.
Seção
Artigo Científico