INSETICIDAS APLICADOS VIA TRATAMENTO DE SEMENTES VISANDO AO CONTROLE DAS MOSCAS BRANCAS (Bemisia tabaci, GENN.) E MINADORA (Liriomyza sp.) NA CULTURA DO FEIJOEIRO

Autores

  • Antônio Lopes da Silva UFG
  • Valquíria Rocha Santos Veloso UFG
  • Cláudio Aparecido da Silveira BAYER S.A.
  • Francisco Teodoro Souza Neto UFG
  • Roberto Carlos Mendonça UFG
  • Hélder Luiz Almeida Pereira UFG

Resumo

Realizou-se o presente experimento no campo experimental da Escola de Agronomia da Universidade Federal de Goiás, de março a maio de 1993, para avaliar o controle das moscas brancas (Bemisia tabaci, GENN.) e minadora (Liriomyza sp.) na fase inicial da cultura do feijoeiro, com produtos aplicados via tratamento de sementes. Os tratamentos constaram de: imidacloprid 700 PM nas dosagens de 140, 210, 280 e 350 gramas de ingrediente ativo (i.a)/l00 kg de sementes; carbosulfan + zinco 250 TS nas dosagens de 375 e 500g i.a./100kg de sementes, comparados com o carbofuran 350 TS na dosagem de 525 g i.a./100kg de sementes (padrão). Pelos resultados, concluiu-se que todos os tratamentos foram eficientes no controle da mosca minadora, com porcentagens de eficiência que variaram de 93 a 99%. Imidacloprid, a partir de 280g i.a./100kg de sementes, foi igual aos outros produtos em eficiência no controle da mosca branca, com porcentagens de controle variando entre 83 a 89%.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

05-12-2007

Como Citar

SILVA, A. L. da; VELOSO, V. R. S.; SILVEIRA, C. A. da; SOUZA NETO, F. T.; MENDONÇA, R. C.; PEREIRA, H. L. A. INSETICIDAS APLICADOS VIA TRATAMENTO DE SEMENTES VISANDO AO CONTROLE DAS MOSCAS BRANCAS (Bemisia tabaci, GENN.) E MINADORA (Liriomyza sp.) NA CULTURA DO FEIJOEIRO. Pesquisa Agropecuária Tropical, [S. l.], v. 23, n. 1, p. 47–53, 2007. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/pat/article/view/2627. Acesso em: 13 jun. 2021.

Edição

Seção

Artigo Científico