PARASITISMO DO BICUDO DO ALGODOEIRO (Anthonomus grandis) EM BOTÕES FLORAIS DO ALGODOEIRO, NO MUNICÍPIO DE GOIÂNIA-GO

  • Julio Cézar Silveira Nunes
  • Paulo Marçal Fernandes
Palavras-chave: Insecta, parasitismo, algodoeiro, Anthonomus grandis

Resumo

Estudou-se o índice de parasitismo de A. grandis em botões florais de algodoeiro coletados no solo e nas plantas, em uma área não tratada com inseticidas, localizada na Escola de Agronomia da Universidade Federal de Goiás, no município de Goiânia (GO). Foram coletados botões florais com e sem puncturas de oviposição dos bicudos. Verificou-se um maior parasitismo nos botões florais coletados no solo. Os parasitóides foram identificados como Chelonus sp. (Microchelonus), Bracon sp. e Pteromalidae.

PALAVRAS-CHAVE: Insecta; parasitismo; algodoeiro; Anthonomus grandis.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Julio Cézar Silveira Nunes
Escola de Agronomia da Universidade Federal de Goiás, C. Postal 131, CEP.- 74001-970, Goiânia -GO.
Publicado
12-12-2007
Como Citar
NUNES, J. C. S.; FERNANDES, P. M. PARASITISMO DO BICUDO DO ALGODOEIRO (Anthonomus grandis) EM BOTÕES FLORAIS DO ALGODOEIRO, NO MUNICÍPIO DE GOIÂNIA-GO. Pesquisa Agropecuária Tropical (Agricultural Research in the Tropics), v. 30, n. 2, p. 13-15, 12 dez. 2007.
Seção
Artigo Científico