COMPATIBILIDADE DO INSETICIDA THIAMETHOXAM COM FUNGICIDAS UTILIZADOS NO TRATAMENTO DE SEMENTES DE FEIJOEIRO

Autores

  • Rosana Gonçalves Barros
  • Massaru Yokoyama
  • Jefferson Luis da Silva Costa

Palavras-chave:

Mosca-branca, Bemisia argentifolli, fungos de sementes, controle químico

Resumo

A mosca-branca (Bemisia argentifolli Bellows & Perring) tem causado sérios prejuízos em muitas áreas produtoras de feijão no Brasil. O dano indireto através da transmissão do vírus do mosaico dourado é um dos fatores limitantes na produção do feijão, podendo causar perdas de até 100%. Uma das medidas recentemente desenvolvidas para o controle desta praga é o tratamento das sementes com inseticida. Neste trabalho foi testada a compatibilidade do inseticida thiamethoxam com alguns dos fungicidas utilizados para tratamento de sementes de feijão destinadas ao plantio (difenoconazole, fludioxonil e carboxin). As variáveis utilizadas na avaliação foram: porcentagens de germinação, de sanidade das sementes e de eficiência de controle da mosca-branca. Considerando todas as variáveis, constatou-se que não houve incompatibilidade do inseticida com os fungicidas utilizados. Os tratamentos thiamethoxam+carboxin e thiamethoxam+fludioxonil foram os que apresentaram maior eficiência no controle de fungos incidentes em sementes e da mosca-branca em plântulas até os onze dias após a emergência.

PALAVRAS-CHAVE: Mosca-branca; Bemisia argentifolli; fungos de sementes; controle químico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rosana Gonçalves Barros

Escola de Agronomia, Universidade Federal de Goiás, CP 131, CEP 74 001-970, Goiânia, GO. E-mail: rosanagb@terra.com.br

Downloads

Publicado

26-11-2007

Como Citar

BARROS, R. G.; YOKOYAMA, M.; COSTA, J. L. da S. COMPATIBILIDADE DO INSETICIDA THIAMETHOXAM COM FUNGICIDAS UTILIZADOS NO TRATAMENTO DE SEMENTES DE FEIJOEIRO. Pesquisa Agropecuária Tropical, [S. l.], v. 31, n. 2, p. 153–157, 2007. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/pat/article/view/2484. Acesso em: 12 jun. 2021.

Edição

Seção

Artigo Científico