TRANSFORMAÇÃO DO FOSFATO MONOCÁLCICO EM FOSFATO BICÁLCICO

  • Nelson Calixto Milcken UFG
  • Constantino B. de Oliveira UFG
  • Carlos A. de Araújo UFG
  • Celso Machado UFG
  • Maria Idalina T. Daher UFG
  • Maria Gizelda de O. Tavares UFG
  • Terezinha de H. B. O. Tocantins UFG

Resumo

O Estado de Goiás é rico em fosfato monocálcico (de baixo preço), o qual é usado como adubo. Com a finalidade de transformá-1o em fosfato bicálcico (de preço elevado) e utilizá-lo na alimentação de bovinos, desenvolveu-se nova técnica de obtenção do bicálcico, à partir do monocálcico, e não a partir da rocha fosfático ou da reação do óxido de cálcio com ácido sulfúrico. A metodologia aplicada foi a seguinte: preparo das amostras visando a obtê-las com teores de acidez livre variando de 1 a 6 em função do ácido sulfúrico (amostras estas chamadas de T1, T2, ..... T6 respectivamente). Após obtidos os graus de acidez desejados, iniciaram-se os tratamentos térmicos das mesmas, ou seja, as amostras foram submetidas às temperaturas de 150, 160, 170, 180, 190, 200, 210, 220, 230, 240, 260, 280 e 300 graus centígrados durante tempos de exposição de 20, 30 e 40 minutos. Finalmente, as amostras foram analisadas a fim de se obter os teores de P205 solúvel em água e em ácido cítrico a 2%. Pelas aná1ises desses teores, concluiu-se o seguinte: dos tratamentos efetivados, o que apresentou maior eficiência de transformação do fosfato monocálcico para bicálcico foi o denominado de T1 com tempo de exposição de 40 minutos sob a temperatura de 280°C.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
19-11-2007
Como Citar
MILCKEN, N. C.; OLIVEIRA, C. B. DE; ARAÚJO, C. A. DE; MACHADO, C.; DAHER, M. I. T.; TAVARES, M. G. DE O.; TOCANTINS, T. DE H. B. O. TRANSFORMAÇÃO DO FOSFATO MONOCÁLCICO EM FOSFATO BICÁLCICO. Pesquisa Agropecuária Tropical (Agricultural Research in the Tropics), v. 12, n. 1, p. 21-30, 19 nov. 2007.
Seção
Artigo Científico