EFICIÊNCIA AGRONÔMICA DE INSETICIDAS NO CONTROLE DO Thrips tabaci LIND., 1888 (THYSANOPTERA, THRIPIDAE) NA CULTURA DO ALHO

  • Antônio Lopes da Silva
  • Natan Fontoura da Silva
  • Larissa Leandro Pires
  • Hérica de Jesus Ferreira
  • Vinícius Caetano Braz
  • Luizmar Peixoto dos Santos
Palavras-chave: Insecta, tripes, controle químico

Resumo

O trabalho foi conduzido em Goiânia, Goiás, Brasil, entre maio e agosto de 2000, com o objetivo de determinar a eficiência agronômica dos inseticidas thiacloprid 480 SC, methiocarb 500 SC, imidacloprid 200 SC, betacyflutrin 50 EC, thiametoxan 25 WG e chlorpirifos 450 EC no controle de tripés (Thrips tabaci), na cultura do alho. Os produtos foram aplicados três vezes consecutivas a partir do surgimento do inseto, com intervalos de dez dias. As avaliações foram realizadas aos dois, sete e quinze dias após a terceira pulverização. Concluiu-se que, com exceção do chlorpirifos 450 EC, todos os demais inseticidas foram eficientes no controle do tripes, até quinze dias após a última aplicação. Destacaram-se o methiocarb nas duas dosagens avaliadas, 250 e 375 g.ha-1 do ingrediente ativo, que apresentaram, em média, 95% e 97,3% de eficiência, respectivamente, e o betacyflutrin 50 EC, com 95,7% de eficiência média.

PALAVRAS-CHAVE: Insecta; tripes; controle químico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Antônio Lopes da Silva
Escola de Agronomia e Engenharia de Alimentos, Universidade Federal de Goiás, C. Postal. 131, CEP 74001-970, Goiânia, GO.
Publicado
16-11-2007
Como Citar
SILVA, A. L. DA; SILVA, N. F. DA; PIRES, L. L.; FERREIRA, H. DE J.; BRAZ, V. C.; SANTOS, L. P. DOS. EFICIÊNCIA AGRONÔMICA DE INSETICIDAS NO CONTROLE DO Thrips tabaci LIND., 1888 (THYSANOPTERA, THRIPIDAE) NA CULTURA DO ALHO. Pesquisa Agropecuária Tropical, v. 33, n. 1, p. 39-42, 16 nov. 2007.
Seção
Artigo Científico