OCORRÊNCIA DE ESPÉCIES DE CUPINS DE MONTÍCULO EM PASTAGENS NO ESTADO DE GOIÁS

  • Cecilia Czepak
  • Edinon Aguiar de Araújo
  • Paulo Marçal Fernandes
Palavras-chave: Insecta, cupins, distribuição, pastagens

Resumo

Este trabalho teve por objetivo identificar as espécies e as áreas ocupadas por cupins de montículos nas pastagens, visando estabelecer estratégias de controle para cada região do Estado de Goiás. Foram realizados levantamentos em 133 municípios que apresentaram, em média, 72,68 cupinzeiros/ha, com um diâmetro médio de 83,02 cm. Foram identificados dezenove gêneros do inseto, sendo 58% das amostras representadas por Cornitermes snyderi, 13,85% por C. cumulans, 6,35% por Procornitermes araujoi, 3,77% por espécies do gênero Syntermes e o restante (15,74%) por outras espécies de menor importância.

PALAVRAS-CHAVE: Insecta; cupins; distribuição; pastagens.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cecilia Czepak
Escola de Agronomia e Engenharia de Alimentos, Universidade Federal de Goiás, C. Postal. 131, CEP 74001-970, Goiânia, GO.
Publicado
16-11-2007
Como Citar
CZEPAK, C.; ARAÚJO, E. A. DE; FERNANDES, P. M. OCORRÊNCIA DE ESPÉCIES DE CUPINS DE MONTÍCULO EM PASTAGENS NO ESTADO DE GOIÁS. Pesquisa Agropecuária Tropical (Agricultural Research in the Tropics), v. 33, n. 1, p. 35-38, 16 nov. 2007.
Seção
Artigo Científico