SELEÇÃO PARA TOLERÂNCIA AO ALUMÍNIO EM SOJA TROPICAL

  • Carlos Roberto Spehar
  • Luiz Augusto Copati Souza
Palavras-chave: Acidez sub-superficial, Glycine max, estresse, genótipo, melhoramento de plantas

Resumo

A acidez do solo é fator limitante para a maioria das plantas cultivadas no Cerrado Brasileiro. A toxidez causada por alumínio (Al) é especialmente séria na subsuperfície, que permanece ácida após o uso de corretivos, por impedir o crescimento radicular e causar suscetibilidade à seca e desbalanceamento nutricional. Aqui objetivou-se a seleção de genótipos de soja com maior tolerância ao Al, pela associação de experimentos em hidroponia e no campo. Cruzamentos incluindo genótipos selecionados no Cerrado foram realizados. Sementes de indivíduos contrastantes, selecionados em hidroponia na geração F2 pelo crescimento radicular, foram obtidas para avaliação de progênies em F3, no campo, e em F4, novamente em hidroponia. Rendimento de grãos e de biomassa das progênies selecionadas foram superiores aos genitores, no experimento em solo ácido. Esses resultados foram confirmados pelo desempenho em hidroponia, indicando que o método de seleção pode ser empregado com êxito em programas de melhoramento para adaptação de cultivos a condições de acidez subsuperficial do solo.

PALAVRAS-CHAVE: Acidez sub-superficial; Glycine max; estresse; genótipo; melhoramento de plantas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carlos Roberto Spehar
Embrapa Cerrados (CPAC). Caixa Postal 08223, CEP 73310-970 Planaltina, DF. Brazil. E-mail: spehar@cpac.embrapa.br
Publicado
27-10-2007
Como Citar
SPEHAR, C. R.; SOUZA, L. A. C. SELEÇÃO PARA TOLERÂNCIA AO ALUMÍNIO EM SOJA TROPICAL. Pesquisa Agropecuária Tropical, v. 36, n. 1, p. 1-6, 27 out. 2007.
Seção
Artigo Científico