INCIDÊNCIA E SEVERIDADE DA FERRUGEM EM CLONES DE CANA-DE-AÇÚCAR NO ESTADO DO PARANÁ

  • Oswaldo Teruyo Ido
  • Vismar da Costa Lima-Neto
  • Edelclaiton Daros
  • João Carlos Possamai
  • José Luis Camargo Zambon
  • Ricardo Augusto de Oliveira
Palavras-chave: Saccharum spp., Puccinia melanocephala

Resumo

Clones promissores do Programa de Melhoramento Genético da Cana-de-Açúcar no Estado do Paraná em terceira fase de seleção foram avaliados quanto à incidência e severidade da ferrugem da cana-de-açúcar (Puccinia melanocephala) sob condições de infecção natural. A avaliação foi realizada nos ciclos de cana-planta e cana-soca, entre os anos 1998 e 2000. Os resultados de severidade permitiram agrupar no ciclo de cana-planta, quinze clones com reação resistente a ferrugem. Dos 41 clones avaliados, 18,2% apresentaram reação moderadamente resistente a suscetível. Observou-se a maior incidência da ferrugem nas primeiras fases de desenvolvimento da cana-de-açúcar, entre os três a seis meses. Entre os clones que apresentaram reação resistente, verificou-se que cinco foram oriundos do mesmo genitor feminino (RB855589). Isso demonstra o bom potencial deste genótipo para cruzamentos visando a obtenção de clones com reação resistente à ferrugem.

PALAVRAS-CHAVE: Saccharum spp.; Puccinia melanocephala.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Oswaldo Teruyo Ido
Departamento de Fitotecnia e Fitossanitarismo, Setor de Ciências Agrárias, Universidade Federal do Paraná. Caixa Postal 2959. CEP. 80035-050 Curitiba, PR. E-mail: ido@ufpr.br
Publicado
24-10-2007
Como Citar
IDO, O. T.; LIMA-NETO, V. DA C.; DAROS, E.; POSSAMAI, J. C.; ZAMBON, J. L. C.; OLIVEIRA, R. A. DE. INCIDÊNCIA E SEVERIDADE DA FERRUGEM EM CLONES DE CANA-DE-AÇÚCAR NO ESTADO DO PARANÁ. Pesquisa Agropecuária Tropical, v. 36, n. 3, p. 159-163, 24 out. 2007.
Seção
Artigo Científico