ADAPTABILIDADE E ESTABILIDADE DE CULTIVARES DE MILHO DESTINADOS À SILAGEM EM BACIAS LEITEIRAS DO ESTADO DE GOIÁS

  • Jackson Silva e Oliveira
  • Fausto de Souza Sobrinho
  • Fernando Alvarenga Reis
  • Gerson Augusto da Silva
  • Sebastião Nunes da Rosa Filho
  • José Junio Rodrigues de Souza
  • Francisco da Mota Moreira
  • Josimar Alberto Pereira
  • Waldivino Gomes Firmino
Palavras-chave: Volumoso, suplementação, Zea mays

Resumo

Durante o período seco do ano as pastagens tornam-se deficientes sendo necessário o uso de uma fonte adicional de volumoso. A silagem de milho continua sendo uma das melhores opções de suplementação nesse período. O objetivo deste trabalho foi verificar, em três regiões do Estado de Goiás, o comportamento produtivo de alguns híbridos de milho quando destinados à produção de silagem. Foram avaliados nove híbridos, originários de diferentes empresas produtoras de sementes. Os experimentos foram conduzidos em dois anos consecutivos (safras 2002/2003 e 2003/2004), nas bacias leiteiras dos municípios de Morrinhos, Ipameri e Senador Canedo. O delineamento experimental foi blocos completos casualizados, com três repetições e as parcelas tiveram duas linhas de 8,0 m de comprimento. Observaram-se diferenças significativas entre os híbridos para produtividade de matéria seca e potencial da silagem para produção de leite, em quase todos os locais. Constatou-se acentuada interação entre os híbridos e os locais de avaliação para essas duas características, evidenciando a necessidade de recomendação regionalizada dos híbridos. De modo geral, os híbridos Valent e Tork apresentaram comportamentos mais estáveis em relação ao potencial da silagem para produção de leite.

PALAVRAS-CHAVES: Volumoso; suplementação; Zea mays.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
16-10-2007
Como Citar
OLIVEIRA, J. S. E; SOBRINHO, F. DE S.; REIS, F. A.; SILVA, G. A. DA; ROSA FILHO, S. N. DA; SOUZA, J. J. R. DE; MOREIRA, F. DA M.; PEREIRA, J. A.; FIRMINO, W. G. ADAPTABILIDADE E ESTABILIDADE DE CULTIVARES DE MILHO DESTINADOS À SILAGEM EM BACIAS LEITEIRAS DO ESTADO DE GOIÁS. Pesquisa Agropecuária Tropical, v. 37, n. 1, p. 45-50, 16 out. 2007.
Seção
Artigo Científico