FONTES DE GERMOPLASMA DE MILHO PARA ESTRESSE DE BAIXO NITROGÊNIO

Autores

  • Rodrigo Ribeiro Fidelis
  • Glauco Vieira Miranda
  • Izabel Cristina dos Santos
  • João Carlos Cardoso Galvão
  • Joênes Mucci Peluzio
  • Saulo de Oliveira Lima

Palavras-chave:

Zea mays, melhoramento, estresse mineral

Resumo

O objetivo deste trabalho foi identificar fontes de germoplasma de milho (híbridos e populações de polinização aberta melhoradas, antigas e locais) eficientes na absorção e utilização de nitrogênio para a região da Zona da Mata de Minas Gerais. Os experimentos foram conduzidos em Viçosa, MG (650 m de altitude, 20º 45'20" latitude sul) no ano agrícola 2001/2002. Para simular ambientes com médio e intenso estresse de nitrogênio, foram utilizadas, em cobertura, as doses de 20 kg ha-1 e 120 kg ha-1 de N, respectivamente. Os dados dos caracteres avaliados foram submetidas à análise de variância e as médias das cultivares foram agrupadas pelo teste de Scott-Knott. As interações dos tipos de germoplasma com as doses de nitrogênio foram não significativas (p > 0,05). As cultivares que apresentaram maior produtividade de grãos e peso de espigas foram as populações melhoradas UFVM3, AL25 e BR106, os híbridos AG122 e BR201, e as populações locais B3, B11, B12, B6, B9 e B22. O ambiente em se que empregou maior nível de nitrogênio proporcionou maiores produtividades de grãos, peso de espiga, alturas de planta e de espiga, e maior número de espigas por planta.

PALAVRAS-CHAVE: Zea mays; melhoramento; estresse mineral.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rodrigo Ribeiro Fidelis

Departamento de Fitotecnia, Universidade Federal de Viçosa. CEP 36571-000 Viçosa, MG. E-mail: fidelisrr@uft.edu.br

Downloads

Publicado

15-10-2007

Como Citar

FIDELIS, R. R.; MIRANDA, G. V.; SANTOS, I. C. dos; GALVÃO, J. C. C.; PELUZIO, J. M.; LIMA, S. de O. FONTES DE GERMOPLASMA DE MILHO PARA ESTRESSE DE BAIXO NITROGÊNIO. Pesquisa Agropecuária Tropical, [S. l.], v. 37, n. 3, p. 147–153, 2007. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/pat/article/view/1854. Acesso em: 25 jan. 2022.

Edição

Seção

Artigo Científico