ASSOCIAÇÃO DE AGROTÓXICOS AOS TEORES FOLIARES DE MICRONUTRIENTES E À PRODUTIVIDADE E QUALIDADE FISIOLÓGICA DE SEMENTES DE SOJA

Autores

  • Marcelo Rodrigues Reis Universidade Federal de Viçosa
  • Antonio Alberto Silva Universidade Federal de Viçosa
  • Marcio Dias Pereira Universidade Estadual de Minas Gerais
  • Leandro Galon Universidade Federal do Pampa
  • Marco Antonio Moreira Freitas Universidade Federal de Viçosa
  • André Cabral França Universidade Federal dos Vales de Jequitinhonha e Mucuri
  • Jardel Lopes Pereira Du Pont do Brasil S.A.- Divisão Pioneer Sementes

Palavras-chave:

Glycine Max L., germinação, herbicida.

Resumo

Efeitos do glyphosate nos teores foliares de micro-nutrientes de soja transgênica têm sido amplamente relatados, porém, pouco se sabe sobre seus efeitos associados a outros agrotóxicos. Objetivou-se, neste trabalho, avaliar a produção e a qualidade fisiológica de sementes de soja, bem como os teores de micronutrientes nas folhas, em função de métodos de controle de plantas daninhas. Foram avaliados dez tratamentos DBC, em esquema de parcelas subdivididas, com quatro repetições. Nas parcelas, avaliou-se o efeito da aplicação ou não de endossulfan + tebuconazole e, nas subparcelas, o efeito dos métodos de controle de plantas daninhas (testemunha não capinada; testemunha capinada; aplicação única de glyphosate (1.080 g ha-1) e fomesafen + fluazifop-?-butil (180 + 225 g ha-1), ambas aos 15 DAE; e aplicação sequencial de glyphosate (1.080 g ha-1), aos 15, 30 e 45 DAE). Após a colheita da soja, as sementes foram amostradas, para avaliar a sua germinação, vigor e produtividade. Os teores de manganês foram influenciados pela aplicação sequencial de glyphosate, associada ao endossulfan + tebuconazole. A germinação do teste de frio foi reduzida em sementes de plantas tratadas com fomesafen + fluazifop-p-butil, em associação com endossulfan + tebuconazole. Dentre os tratamentos sem endossulfan + tebuconazole, a aplicação sequencial de glyphosate promoveu a maior massa de cem sementes, bem como, associada à mistura endossulfan + tebuconazole, diminuiu os teores foliares de Cu e Mn, porém, melhorou a germinação e não influenciou no vigor das sementes, em relação à soja capinada.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcelo Rodrigues Reis, Universidade Federal de Viçosa

Professor Adjunto do Instituto de Ciências Agrárias da UFV- campus de Rio Paranaíba

Antonio Alberto Silva, Universidade Federal de Viçosa

Professor Associado do Departamento de Fitotecnia da UFV

Marcio Dias Pereira, Universidade Estadual de Minas Gerais

Professor de Agronomia da UEMG

Leandro Galon, Universidade Federal do Pampa

Professor de Agronomia da UNIPAMPA campus de Itaqui

Marco Antonio Moreira Freitas, Universidade Federal de Viçosa

Mestrando em Fitotecnia da UFV

André Cabral França, Universidade Federal dos Vales de Jequitinhonha e Mucuri

Professor de Agronomia da UFVJM

Jardel Lopes Pereira, Du Pont do Brasil S.A.- Divisão Pioneer Sementes

Agrônomo de Pesquisa de Produção Sr

Downloads

Publicado

20-12-2011

Como Citar

REIS, M. R.; SILVA, A. A.; PEREIRA, M. D.; GALON, L.; FREITAS, M. A. M.; FRANÇA, A. C.; PEREIRA, J. L. ASSOCIAÇÃO DE AGROTÓXICOS AOS TEORES FOLIARES DE MICRONUTRIENTES E À PRODUTIVIDADE E QUALIDADE FISIOLÓGICA DE SEMENTES DE SOJA. Pesquisa Agropecuária Tropical, [S. l.], v. 41, n. 4, p. 587–594, 2011. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/pat/article/view/13051. Acesso em: 11 abr. 2021.

Edição

Seção

Produção Vegetal