O pequi no noticiário: análise dos resultados de uma pesquisa na busca do site Folha de S.Paulo

Autores

  • Édison Trombeta de Oliveira Departamento de Educação da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (FCT/UNESP)
  • Danielli dos Santos Baeta Instituto de Química da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (IQ/UNESP)
  • Marcos Barros de Souza
  • Olga Maria Mascarenhas de Faria Oliveira Departamento de Bioquímica e Tecnologia Química do Instituto de Química da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (IQ/UNESP)

DOI:

https://doi.org/10.5216/c&i.v15i2.21812

Palavras-chave:

Jornalismo. Folha de S. Paulo. Análise de Conteúdo. Pequi.

Resumo

Dentre as espécies frutíferas do Cerrado brasileiro, o pequi é muito popular nas regiões onde é extraído. Comumente utilizado em pratos típicos, na indústria medicinal, cosmética e na artesanal, também se estuda o seu potencial na produção de combustível. Assim, este artigo procurou ponderar sobre a divulgação deste fruto na imprensa, por meio do sistema de busca do site da Folha de S.Paulo e aplicando a análise de conteúdo, proposta por Bardin, além da pesquisa documental e bibliográfica. A justificativa para esta pesquisa é a de que o pequi é um fruto de grande importância na economia sustentável e, mesmo assim, pouco se fala sobre ele na grande mídia. Resulta daí que, pelo analisado, pouco se fala sobre o pequi na mídia e seu foco é, principalmente, o jornalismo cultural, na culinária.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Édison Trombeta de Oliveira, Departamento de Educação da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (FCT/UNESP)

Graduado em Comunicação Social – Habilitação Jornalismo pela Universidade do Oeste Paulista (Unoeste), com aperfeiçoamento em Leitura Semiótica: Textos Didáticos, Publicitários e Literários pela mesma instituição. É mestrando em Educação pela Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (FCT/UNESP).

Danielli dos Santos Baeta, Instituto de Química da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (IQ/UNESP)

Graduada em Química (Licenciatura) pela Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (FCT/UNESP). É mestranda em Biotecnologia pelo Instituto de Química da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (IQ/UNESP)

Marcos Barros de Souza

Graduado em Geografia (Licenciatura) e Geografia (Bacharelado) pela Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (FCT/UNESP). Mestre e Doutor em Geografia (Geografia Física) pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (USP).

Olga Maria Mascarenhas de Faria Oliveira, Departamento de Bioquímica e Tecnologia Química do Instituto de Química da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (IQ/UNESP)

Graduada em Química (Licenciatura) pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP). Doutora em Ciências Biológicas (Bioquímica) pela Universidade de São Paulo (USP). Livre-Docente em Ciências Biológicas (Bioquímica) pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP). É Professor Adjunto junto ao Departamento de Bioquímica e Tecnologia Química do Instituto de Química da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (IQ/UNESP)

Downloads

Publicado

11-06-2013

Como Citar

OLIVEIRA, Édison T. de; BAETA, D. dos S.; SOUZA, M. B. de; OLIVEIRA, O. M. M. de F. O pequi no noticiário: análise dos resultados de uma pesquisa na busca do site Folha de S.Paulo. Comunicação & Informação, Goiânia, Goiás, v. 15, n. 2, p. 4–13, 2013. DOI: 10.5216/c&i.v15i2.21812. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/ci/article/view/21812. Acesso em: 4 dez. 2021.

Edição

Seção

Artigos