Adidos Trabalhistas e lideres sindicais norteamericanos no Brasil 1943 – 1952 DOI10.5216/o.v14iespecial.31281

Autores

  • Eduardo José Afonso Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP), Assis, SP

DOI:

https://doi.org/10.5216/o.v14iEspecial.31281

Palavras-chave:

Adidos Trabalhistas, movimento operário, relações internacionais FBI, CIA

Resumo

Este trabalho analisa documentos restritos e secretos do Departamento de Estado norte-americano, principalmente os Relatórios ‘Mensais do Trabalho’, relatórios do FBI, da CIA e do Departamento do Trabalho dos Estados Unidos, e procura descrever a ação dos Adidos Trabalhistas Americanos e Ingleses no Brasil, no período de 1943 a 1952, como elementos-chave na política externa dos Estados Unidos, direcionada à possível intervenção em assuntos internos brasileiros. O presente estudo destaca, igualmente, a tarefa de líderes sindicais norte-americanos, ligados à Federação Americana do Trabalho e ao Departamento de Estado - em visita ao Brasil no período descrito -, no intento de obter a cooptação de líderes sindicais brasileiros para a associação na formação de uma grande Central Sindical Mundial, cujo intuito era o controle do movimento operário do Brasil e de outros países sob sua influência.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eduardo José Afonso, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP), Assis, SP

GRADUAÇÃO, MESTRADO E DOUTORADO CONCLUIDOS NA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO - FFLCH - DEPARTAMENTO DE HISTÓRIA

Downloads

Publicado

16-03-2015

Como Citar

Afonso, E. J. (2015). Adidos Trabalhistas e lideres sindicais norteamericanos no Brasil 1943 – 1952 DOI10.5216/o.v14iespecial.31281. OPSIS, 14(Especial), 449–461. https://doi.org/10.5216/o.v14iEspecial.31281

Edição

Seção

Dossiê América Latina no contexto da Guerra Fria