"Previsões e Sugestões": um presdente americano em Montevidéu, 1960 DOI10.5216/o.v14iespecial.30933

Autores

  • Roberto García Ferreira Universidade da República, Montevideo

DOI:

https://doi.org/10.5216/o.v14iEspecial.30933

Palavras-chave:

Estados Unidos, Uruguai, Dwight Eisenhower, guerra fria, polícia uruguaia

Resumo

Em março de 1960, o presidente dos EUA, Dwight Eisenhower visitou brevemente Montevidéu por 16 horas. Sua chegada era parte de uma excursão relâmpago que este presidente empreendeu pela América do Sul, em resposta à forte popularidade com que esta parte do continente observava a Revolução Cubana. Em contraste a isto, a política dos EUA gerou resistência Suas objeções cobriam um amplo setor que transcendia a militância comunista, incluindo estudantes universitários. Este trabalho, apoiado com a documentação do Serviço de Inteligência e Enlace (SIE) da Polícia de Montevidéu, mostra as importantes características da operação policial implantada para silenciar o forte viés antiamericano que os jovens universitários uruguaios procuravam demonstrar durante aquela visita.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Roberto García Ferreira, Universidade da República, Montevideo

Dr. en Historia. Departamento de Historia Americana. Facultad de Humanidades y Ciencias de la Educación

Publicado

16-03-2015

Como Citar

García Ferreira, R. (2015). "Previsões e Sugestões": um presdente americano em Montevidéu, 1960 DOI10.5216/o.v14iespecial.30933. OPSIS, 14(Especial), 394–428. https://doi.org/10.5216/o.v14iEspecial.30933

Edição

Seção

Dossiê América Latina no contexto da Guerra Fria