Inovação Tecnológica e Educação: Estudos Preliminares para a Construção de Indicadores de Interatividade em uma Perspectiva de Aprendizagem Colaborativa

Authors

  • Estéfano Vizconde Veraszto Universidade Federal de São Carlos, Departamento de Ciências da Natureza, Matemática e Educação
  • Gilmar Barreto Faculdade de Engenharia Elétrica e de Computação da UNICAMP
  • Sérgio Ferreira do Amaral Faculdade de Educação da UNICAMP

Abstract

Este trabalho tem o objetivo de investigar como ambientes tecnológicos interativos podem ser concebidos como inovação tecnológica voltada para o contexto educativo. Assim, espera-se mapear indicadores de ambientes tecnológicos interativos, considerando aspectos técnicos e operacionais partindo da literatura na área e na perspectiva de engenheiros e professores em formação. De forma específica, este artigo busca apresentar estudos preliminares dentro desta perspectiva, mostrando como a inovação pode ser entendida e empregada no contexto educacional. O artigo também apresenta os primeiros indicadores de interatividade para uma perspectiva de aprendizagem colaborativa a partir de dados obtidos através de uma metodologia qualitativa de análise de conteúdo.

 

Palavras-chave: Ambientes Tecnológicos Interativos, Ensino de Engenharia, Indicadores Estatísticos, Inovação Tec-nológica.

Author Biographies

Estéfano Vizconde Veraszto, Universidade Federal de São Carlos, Departamento de Ciências da Natureza, Matemática e Educação

Graduado em Física pela UNICAMP. Doutor em Educação, Ciência e Tecnologia pela UNICAMP com estágio na Universidade Complutense de Madrid. Especialista em Ambientes Virtuais de Aprendizagem e em Indicadores e Estatísticas Educativas. Professor da Universidade Federal de São Carlos, Depto. de Ciências da Natureza, Matemática e Educação, Campus Araras. Pesquisador do LANTEC/FE/UNICAMP, do ENCINE/UNESP e do Grupo de Pesquisa em Educação em Ciências da Natureza da UFSCar. Possui experiência docente no Ensino Superior, Pós Graduação, formação de professores, EAD, Ensino Técnico, Ensino Médio e Fundamental. Foi diretor de Instituição de Ensino Superior e tem experiência em planejamento e desenvolvimento de conteúdos educativos interativos para EAD e TVD interativa.

Gilmar Barreto, Faculdade de Engenharia Elétrica e de Computação da UNICAMP

Possui graduação em Engenharia Química pela Universidade Estadual de Campinas (1982), mestrado em Engenharia Elétrica pela Universidade Estadual de Campinas (1986) e doutorado em Engenharia Elétrica pela Universidade Estadual de Campinas (2002). Atualmente é professor da Universidade Estadual de Campinas. Tem experiência na área de Engenharia Elétrica, com ênfase em Eletrônica Industrial, Sistemas e Controles Eletrônicos, atuando principalmente nos seguintes temas: sistemas nebulosos, sistemas multivariáveis, controle, otimização multiobjetiva e eletroquímica tem atuado intensamente na área de Ensino de Engenharia. E autor do Livro Veículos Elétricos em co-autoria com o Prof.Dr. Celso Pascoli Bottura e do Livro Circuitos de Corrente Alternada em co-autoria com os Professores Carlos Alberto de Castro Junior, Carlos Alberto Favarin Murari e Fujio Sato.

Sérgio Ferreira do Amaral, Faculdade de Educação da UNICAMP

SERGIO FERREIRA DO AMARAL concluiu o doutorado pela Universidade Estadual de Campinas em 1992. Atualmente é Professor Livre Docente na Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas. Publicou 25 artigos em periódicos especializados e 48 trabalhos em anais de eventos. Possui 4 livros publicados. Possui 3 softwares, 1 processo ou técnica e outros 49 itens de produção técnica. Participou de 18 eventos no Brasil. Orientou 19 dissertações de mestrado e 8 tese de doutorado e 02 supervisão de pós-doutorado, além de ter orientado 1 trabalho de iniciação científica e 10 trabalhos de conclusão de curso na área de Educação. Atua na área de Educação. Em suas atividades profissionais interagiu com 18 colaboradores em co-autorias de trabalhos científicos. Em seu currículo Lattes os termos mais freqüentes na contextualização da produção científica, tecnológica e artístico-cultural são: Internet, Educação, Tecnologia Educacional, Tecnologia, Comunicação, Educação e Comunicação, Ambientes Virtuais, biblioteca, Cidadania e Colaboração.

References

J. C. C. Terra. "Gestão do Conhecimento: O grande desafio empresarial!" Biblioteca TerraForum Consultores. In: < http://www.terraforum.com.br/biblioteca/ >.

A. G. Rossetti and A. B. T. Morales. "O papel da tecnologia da informação na gestão do conhecimento". Ci. Inf., Brasília, v. 36, n. 1, p. 124-135, jan./abr, 2007.

OEA. "Ciência, Tecnologia, Engenharia e Inovação para o Desenvolvimento: uma visão para as Américas no século XXI". Organization of American States. Office of Education, Science and Technology, 2005.

E. V. Veraszto, G. Barreto and S. F. Amaral. “Inovação Tecnológica para a educação: uma proposta de apropriação de Ambientes Tecnológicos Interativos”. In: COBENGE 2013 - XLI Congresso Brasileiro de Educação em Engenharia, 2013, Gramado/RS. Educação na Era do Conhecimento, 2013. v. 1. p. 1-9

L. Meira e M. Pinheiro, Marina. Inovação na escola. Atas InovaEduca3.0. 2013.

L. Bardin, "Análise de Conteúdo". Trad.: RETO, L. A. e PINHEIRO, A. Primeira Edição. Lisboa, Portugal: Edições 70, 1991.

OCDE. Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico. "Manual de Oslo: diretrizes para a coleta e interpretação de dados sobre inovação". 3. ed. Tradução Flávia Gouveia. Brasília: OCDE; FINEP, 2005.

F. A. Veloso Filho, R. B. Santos Jr e C. D. P. Silva. O Sistema Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação e a promoção tecnológica regional e local no Brasil. Cadernos de Pesquisa em Ciência Política [recurso eletrônico] / Universidade Federal do Piaui. – Ano 1. n. 1, 2012.

H. G. Carvalho, "Tecnologia, Inovação e Educação: Chaves para a Competitividade". Revista Educação & Tecnologia. Curitiba: CEFET-PR. Volume 2, nº 3, agosto 1998, p. 81-95.

D. A. Saviani. Filosofia da Educação e o problema da Inovação em Educação. In: GARCIA, W. E. Inovação Educacional no Brasil: problemas e perspectivas. São Paulo: Cortez Editora, 1989.

D. F. Feitosa, K. C. Alves e P. Nunes Neto, "Conceitos de interatividade e suas funcionalidades na TV digital". In: Site Universitário: Ensaios & Monografias: Produção científica docente e monografias de TCC, 2008. .

M. H. S. Bonilla. "Escola aprendente: desafios e possibilidades postos no contexto da sociedade do conhecimento". Tese, Faculdade de Educação, Universidade Federal da Bahia, Salvador - BA. 2002.

S. Fragoso. "De interações e interatividade". Anais X Compós – Encontro Anual da Associação Nacional dos Programas de Pós-Graduação em Comunicação. Brasília, 2001.

A. F. T. Primo and M. B. Cassol. "Explorando o conceito de interatividade: definições e taxonomias". 2013. Disponível em < http://usr.psico.ufrgs.br/~aprimo/pb/pgie.htm >.

M. L. Defleur and S. J. Ball-Rokeach. "Theories of mass communication". New York: Longman. 1989.

SIMS, R.. Interactivity: a forgotten art? 1995, Disponível em < http://itech1.coe.uga.edu/itforum/paper10/paper10.html >.

J. Piaget. "Biologia e Conhecimento". 2. Ed. São Paulo, SP: Vozes. 1996.

J. F. Jensen. "Interactivity: Tracing a new concept in media and communication studies". V.19. Nordicom Review. 1998. p. 185–204.

P. Lévy. "As Tecnologias da Inteligência. O Futuro do Pensamento na Era da Informática". (Trad. COSTA, C. I.). Editora 34. São Paulo. 1999. p. 7-19.

S. Kiousis. "Interactivity: a concept explication". New Media & Society. vol. 4. SAGE Publications. 2002. pp. 355-383.

S. S. Sundar. "Theorizing interactivity’s effects". The Information Society. vol. 5. n° 20. 2004. p. 385–389.

R. Richards. "Users, interactivety and generation". New Media & Society. vol. 8. SAGE Publications, 2006. pp. 531-550.

T. Waisman. "Usabilidade em serviços educacionais em ambiente de TV Digital". Tese de doutorado. Escola de Comunicação e Artes da USP. São Paulo, 2006.

E. V. Veraszto et al. "La Educación y la Interactividad: posibilidades innovadoras". Icono 14 - Revista de Comunicación, Educación y TIC, v. 1, p. 655-665, 2009.

E. V. Veraszto. et al. "TVDi y interactividad: preparación de escalas tipo Likert para evaluación de la percepción del público en el contexto intercultural Brasil-España". In: S. F. Amaral and M. I. F. Souza (Org.). TV Digital na Educação: contribuições inovadoras. 1ed.Campinas/SP: FE/UNICAMP, 2011, v. 1, p. 145-174.

D. K. Ramos. "Sobre professores, colaboração e tecnologias: reflexões sobre os processos colaborativos e o uso da tecnologia na educação". ETD – Educação Temática Digital, Campinas, v.9, n.1, p.375-392, dez. 2007

J. F. Hair Jr. et al. "Análise multivariada de dados". Trad. Adonai Schlup Sant’Anna e Anselmo Chaves Neto. 5 ed. Porto Alegre-RS: Bookman, 2005. Reimpressão 2006.

L. Cohen, and L. Marion, "Action Research. Ethics and Research Methods in Education. Research Methods in Education". Fourth Edition. London: Routledge, 1994.

Published

03-06-2014