O estudo da experiência de Fraxinetum como ponto de partida para pensar uma História Conectada do Mediterrâneo na Alta Idade Média

BALLAN, Mohammad. Fraxinetum: An Islamic Frontier State in Tenth-Century Provence. Comitatus, 41, p. 23-76, 2010.

Autores

  • Bruno Tadeu Salles Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), Ouro Preto, Minas Gerais, Brasil, salles_bruno003@yahoo.fr
  • Marina de Oliveira Carvalho Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), Ouro Preto, Minas Gerais, Brasil, ni_carvalho@yahoo.com.br https://orcid.org/0000-0001-5742-2050

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Bruno Tadeu Salles, Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), Ouro Preto, Minas Gerais, Brasil, salles_bruno003@yahoo.fr

Doutor em História pela Universidade Federal de Minas Gerais. É professor de História Medieval da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP) e membro do Laboratório de Estudos Medievais (LEME).

Marina de Oliveira Carvalho, Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), Ouro Preto, Minas Gerais, Brasil, ni_carvalho@yahoo.com.br

Graduanda pela Universidade Federal de Ouro Preto. Tem experiência nas áreas de História Medieval, História das Mídias, História Pública, História dos Jogos Digitais, Oriente. Integrante do Laboratório de Estudos Medievais (LEME).

Downloads

Publicado

24-06-2021

Como Citar

Salles, B. T. ., & de Oliveira Carvalho, M. . (2021). O estudo da experiência de Fraxinetum como ponto de partida para pensar uma História Conectada do Mediterrâneo na Alta Idade Média: BALLAN, Mohammad. Fraxinetum: An Islamic Frontier State in Tenth-Century Provence. Comitatus, 41, p. 23-76, 2010. História Revista, 26(1), 101–103. Recuperado de https://www.revistas.ufg.br/historia/article/view/69386