Política cool, humor fun

o código humorístico e a perda da dimensão coletiva no filme No, de Pablo Larraín

Autores

  • Thais Vieira Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Programa de Pós-graduação em História (PPGHIS-UFMT), Cuiabá, Mato Grosso, Brasil, thaisleaovieira@gmail.com https://orcid.org/0000-0001-8439-266X
  • João Pedro Rosa Ferreira Universidade Nova de Lisboa(NOVA FCSH), Lisboa, Portugal, jprosaferreira@gmail.com https://orcid.org/0000-0003-0860-2471

DOI:

https://doi.org/10.5216/hr.v25i3.66683

Resumo

O filme No, lançado em 2012, será pensado neste texto como possibilidade de refletir não apenas sobre a narrativa fílmica (ou seja, o conteúdo em si: a campanha publicitária pró-plebiscito de 1988, quando os chilenos decidiram não perpetuar a ditadura de Pinochet), mas também acerca do papel do humor nas relações que a sociedade do espetáculo e do consumo na política latino-americana firmou, em especial a partir da década de 1970, isto é, dos problemas colocados no horizonte pós-ditatorial. Em No, o diretor, Pablo Larraín, discute temas como o esvaziamento político e as condições de desengajamento — nesse caso, pela ideia de sociedade humorística.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Thais Vieira, Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Programa de Pós-graduação em História (PPGHIS-UFMT), Cuiabá, Mato Grosso, Brasil, thaisleaovieira@gmail.com

Doutora em História pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), Uberlândia – MG. Professora do departamento de História da Universidade Federal de Mato Grosso e do Programa de Pós-graduação em História (PPGHIS-UFMT). Realiza estágio pós-doutoral no Departamento de História da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo, São Paulo - SP, sob supervisão do Prof. Dr. Elias Thomé Saliba, no âmbito do Grupo de Pesquisa “As narrativas históricas e a polifonia da linguagem humorística brasileira (1930–1960)”. E-mail: thaisleaovieira@gmail.com

João Pedro Rosa Ferreira, Universidade Nova de Lisboa(NOVA FCSH), Lisboa, Portugal, jprosaferreira@gmail.com

Doutor em História e Teoria das Ideias e mestre em História Cultural e Política (NOVA FCSH), Lisboa. Investigador integrado do Centro de Humanidades, Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa (NOVA FCSH), Lisboa. Foi bolsista da Fundação para a Ciência e Tecnologia e da Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento. É colaborador da revista “Domingo”, suplemento dominical do jornal Correio da Manhã, de Lisboa. E-mail: jprosaferreira@gmail.com.

Downloads

Publicado

28-12-2020

Como Citar

Vieira, T., & Rosa Ferreira, J. P. (2020). Política cool, humor fun: o código humorístico e a perda da dimensão coletiva no filme No, de Pablo Larraín. História Revista, 25(3), 257–271. https://doi.org/10.5216/hr.v25i3.66683