Dimensões simbólicas e culturais do uso de flores na alimentação do povoado celta da antiguidade

Autores

  • Rachel Lopes Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), Rio de Janerio, Rio de Janeiro, Brasil, contato@cozinhadojardim.com https://orcid.org/0000-0001-6714-4082
  • Fabiana Bom Kraemer Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), Rio de Janerio, Rio de Janeiro, Brasil, fabianabkraemer@gmail.com https://orcid.org/0000-0002-3305-3358
  • Maria Cecilia Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR), Curitiba, Paraná, Brasil, ceciliapilla@gmail.com https://orcid.org/0000-0002-6526-8249

DOI:

https://doi.org/10.5216/hr.v25i3.63932

Resumo

O texto analisa a participação das flores na alimentação celta, na região ibérico português, no período pré-romano, a partir do século VI a.C. Compreende a alimentação a partir de um sistema simbólico, de escolhas e classificações que organizam as diversas visões de mundo. Tomamos para análise o estudo bibliográfico sobre o tema, por meio de pesquisa em artigos científicos e livros. Iniciamos a análise com uma descrição dos ritos realizados no povoado celta, no período selecionado, e seguimos com uma análise das práticas alimentares no que tange ao uso das flores na alimentação. Por fim, afirmamos que as práticas alimentares são reveladoras do funcionamento de uma sociedade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rachel Lopes, Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), Rio de Janerio, Rio de Janeiro, Brasil, contato@cozinhadojardim.com

Doutoranda na área de Alimentação e Cultura, pelo Instituto de Nutrição do Centro Biomédico da UERJ. Mestra em Direito da Regulação pela Fundação Getúlio Vargas (FGV/RJ).

Fabiana Bom Kraemer, Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), Rio de Janerio, Rio de Janeiro, Brasil, fabianabkraemer@gmail.com

Doutora em Alimentação, Nutrição e Saúde pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ (2014) modalidade sanduíche no Departamento de Antropologia Médica da Universitat Rovira i Virgili, Espanha. Professora adjunto, regime de dedicação exclusiva, da UERJ, docente e coordenadora acadêmica do Programa de Pós-graduação em Alimentação, Nutrição e Saúde da UERJ, pesquisadora no Núcleo de Estudos sobre Cultura e Alimentação (NECTAR/UERJ).

Maria Cecilia, Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR), Curitiba, Paraná, Brasil, ceciliapilla@gmail.com

Doutora em História pela Universidade Federal do Paraná (2004). Atualmente é professora Adjunta III da Pontifícia Universidade Católica do Paraná, onde também é Coordenadora do Programa de Pós-Graduação – Mestrado em Direitos Humanos e Políticas Públicas e professora das disciplinas de Teoria dos Direitos Humanos e História dos Direitos Humanos.

Downloads

Publicado

31-12-2020

Como Citar

Lopes Telésforo, R., Bom Kraemer, F. ., & Barreto Amorim Pilla , M. C. (2020). Dimensões simbólicas e culturais do uso de flores na alimentação do povoado celta da antiguidade. História Revista, 25(3), 356 –. https://doi.org/10.5216/hr.v25i3.63932