O amparo à infância como projeto social

educação e trabalho no espiritismo de Santa Maria, Rio Grande do Sul (1930-1945)

Autores

  • Renan Santos Mattos Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Faculdade de Educação (FE), Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE - UFSC), Florianópolis, Santa Catarina, Brasil, renansnatos@gmail.com http://orcid.org/0000-0003-0888-8641

DOI:

https://doi.org/10.5216/hr.v25i2.63642

Resumo

O presente trabalho tem por objetivo destacar a atuação de grupos espíritas da cidade de Santa Maria no que se refere às preocupações com a infância entre 1930 a 1945. Nesse cenário, o amplo debate sobre a vulnerabilidade social e a questão social converge para a consolidação das instituições voltadas a acolher e instruir meninos e meninas na cidade de Santa Maria-RS. Assim, interessa-nos, no âmbito da atuação social do espiritismo, discutir a compreensão sobre a infância e a proposta escolarização por parte dos espíritas da cidade de Santa Maria, em que a educação profissional aparece como horizonte de interpretação em acordo com o debate sobre as políticas educacionais da época.  

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Renan Santos Mattos, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Faculdade de Educação (FE), Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE - UFSC), Florianópolis, Santa Catarina, Brasil, renansnatos@gmail.com

Doutor em história pela Universidade Federal de Santa Catarina (2019), mestrado em História pela Universidade Federal de Santa Maria e graduação em História pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (2010). Atualmente é tutor à distância do Curso de Pedagogia da Universidade Federal de Santa Maria e professor regente do Instituto São José (SM). Desenvolve estágio pós-doutoramento junto ao Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Santa Maria

Downloads

Publicado

20-10-2020

Como Citar

Mattos, R. S. (2020). O amparo à infância como projeto social : educação e trabalho no espiritismo de Santa Maria, Rio Grande do Sul (1930-1945). História Revista, 25(2), 99–119. https://doi.org/10.5216/hr.v25i2.63642