Política externa no governo Lula (2003-2010)

as relações entre Brasil e África

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5216/hr.v25i2.63222

Resumo

Durante os governos do presidente Lula (2003-2010) foi adotada uma versão moderada do programa neoliberal, que combinou a manutenção dos pilares da ortodoxia econômica com novas formas de privatização, políticas sociais compensatórias, fortalecimento do mercado interno e o indutivismo econômico estatal, fortalecendo as empresas estatais e as empresas sediadas no país, as chamadas “campeãs nacionais”. A política externa mais independente e propositiva, vinculada a uma posição imperialista e autodefensiva em relação aos recursos naturais estratégicos, à economia nacional e a uma posição mais protagônica no cenário internacional, exigiu a aproximação com os países emergentes e periféricos e é neste contexto que se insere a política externa brasileira para a África.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

David Maciel, Universidade Federal de Goiás (UFG), Goiânia, Goiás, Brasil, macieldavid275@gmail.com

Doutor em História pela Universidade Federal de Goiás (UFG) e professor de História na mesma instituição.

Downloads

Publicado

20-10-2020

Como Citar

Maciel, D. (2020). Política externa no governo Lula (2003-2010): as relações entre Brasil e África. História Revista, 25(2), 350–372. https://doi.org/10.5216/hr.v25i2.63222