Postos fiscais e definição de fronteiras

o sudoeste de Goiás (1890-1925)

Autores

  • Rafael Alves Junior Instituto Federal de Ciência e Tecnologia de Goiás (IFG), Goiânia, Goiás, Brasil, desenhoifg@gmail.com https://orcid.org/0000-0002-8439-9586

DOI:

https://doi.org/10.5216/hr.v26i1.55549

Palavras-chave:

Território, fronteiras e impostos

Resumo

A questão das fronteiras entre Goiás e Mato Grosso colocou a região sudoeste de Goiás no epicentro do conflito pela posse de terras. Uma questão que vinha desde o Império, mas que foi tomou rumos mais exacerbados com o inicio do período Republicano. Neste contexto, tanto a configuração da ocupação quanto a afirmação dos postos fiscais estaduais desempenharam papeis afirmativos do poder estatal no cenário de indecisões territoriais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rafael Alves Junior, Instituto Federal de Ciência e Tecnologia de Goiás (IFG), Goiânia, Goiás, Brasil, desenhoifg@gmail.com

Possui graduação em Arquitetura pela Universidade Católica de Goiás (1991), mestrado em Cultura Visual pela Universidade Federal de Goiás (2008) e doutorado em História pela Universidade Federal de Goiás (2011). Foi Chefe do Departamento de Planejamento Urbano da Prefeitura de Jataí onde teve a oportunidade de desenvolver projetos no âmbito municipal além de coordenar o processo de Planejamento e Implantação do Plano Diretor local. Atualmente é professor do Instituto Federal de Ciência e Tecnologia de Goiás

Downloads

Publicado

24-06-2021

Como Citar

Junior, R. A. (2021). Postos fiscais e definição de fronteiras: o sudoeste de Goiás (1890-1925). História Revista, 26(1), 1–19. https://doi.org/10.5216/hr.v26i1.55549