Imagens da ditadura civil-militar brasileira em filmes de mulheres dos anos 1970: Feminino Plural, de Vera de Figueiredo

Autores

  • Alcilene Cavalcante de Oliveira UFG

DOI:

https://doi.org/10.5216/hr.v23i1.54210

Resumo

Este artigo versa sobre a realização cinematográfica de mulheres no Brasil, nos anos de 1970, voltando-se especificamente para o filme Feminino Plural (1976), de Vera de Figueiredo. Destaca-se que as diretoras de longa-metragem, de ficção, realizaram filmes que encenaram questões da agenda feminista em curso nos Estados Unidos e na Europa, diferentemente da tendência hegemônica do feminismo brasileiro daquele período, que não abordou diretamente questões relativas à subjetividade e às políticas do corpo. Além disso, algumas cineastas encenaram em seus filmes a violência política, a repressão policial empreendia no regime de ditadura civil-militar, sendo que o filme de Figueiredo permite perceber a leitura política que a diretora fez sobre aqueles anos difíceis.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alcilene Cavalcante de Oliveira, UFG

Doutora em Letras: Estudos Literários (UFMG), tendo desenvolvido pesquisa interdisciplinar (Literatura e História). Concluiu estágio de Pós-doutorado em História, na UFF, sendo bolsista do CNPQ. Professora UFG

Downloads

Publicado

02-12-2018

Como Citar

Oliveira, A. C. de. (2018). Imagens da ditadura civil-militar brasileira em filmes de mulheres dos anos 1970: Feminino Plural, de Vera de Figueiredo. História Revista, 23(1), 49–62. https://doi.org/10.5216/hr.v23i1.54210