MECANISMOS DE LEGITIMIDADE E TRADIÇÃO NA HISTORIOGRAFIA LATINA

Juliana Bastos Marques

Resumo


O conjunto dos historiadores antigos de língua latina, em especial Tito Lívio, Tácito e Amiano Marcelino, cujos textos chegaram melhor preservados até nós, apresenta determinadas características que os diferenciam da historiografia grega, formando assim uma tradição escrita peculiar. Este artigo pretende discutir alguns aspectos teóricos relacionados à definição do gênero narrativo da historiografia latina, em especial quanto aos recursos retóricos utilizados pelos autores latinos para se inserir e se legitimar dentro da tradição.

 

PALAVRAS-CHAVE: Historiografia latina, tradição, legitimidade, Tito Lívio, Tácito, Amiano Marcelino.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5216/hr.v13i1.5420


História Revista - Revista da Faculdade de História e do Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal de Goiás.
Endereço: Universidade Federal de Goiás - Faculdade de História - Campus II - Goiânia - Goiás. Cep.: 74001-970. Fones: 55 (62) 3521 1463 e 3521 1130. Fax: 55 (62) 3521 1033. E-mail: historiarevista.ufg@gmail.com

Logotipo do IBICT

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://www.revistas.ufg.br.

 

Visitantes: contador de visitas