A FOTOGRAFIA NA OBRA DE WALTER BENJAMIN: “DIALÉCTICA CONGELADA” E A “SEGUNDA TÉCNICA”

Autores

  • Márcio Seligmann Silva UNICAMP

DOI:

https://doi.org/10.5216/hr.v21i2.43379

Palavras-chave:

fotografia, imagem dialética, segunda técnica, Spielraum

Resumo

O texto apresenta a teoria da fotografia de Walter Benjamin mostrando a sua relação com as teorias da fotografia de sua época assim como sua articulação com os conceitos benjaminianos de “dialética na imobilidade” e de “imagem dialética”. A sua filosofia da história é interpretada também a partir de sua ideia de que o passado deixou nos textos imagens que precisam ser reveladas por cada agora. Por fim, o ensaio analisa o conceito de “segunda técnica” que Benjamin desenvolve na segunda versão de seu trabalho sobre a obra de arte, no qual a técnica é vista como aliada ao jogo e como um meio de emancipação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Márcio Seligmann Silva, UNICAMP

Professor Catedrático da UniCamp

Downloads

Publicado

2016-10-09

Como Citar

SILVA, M. S. A FOTOGRAFIA NA OBRA DE WALTER BENJAMIN: “DIALÉCTICA CONGELADA” E A “SEGUNDA TÉCNICA”. História Revista, Goiânia, v. 21, n. 2, p. 40–60, 2016. DOI: 10.5216/hr.v21i2.43379. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/historia/article/view/43379. Acesso em: 30 jun. 2022.