Historiografia e legitimação de poder na baixa idade média peninsular (Portugal e Castela)

Autores

  • Rodrigo Barbosa Schiavinato UFPR

DOI:

https://doi.org/10.5216/hr.v23i1.43262

Palavras-chave:

História da historiografia medieval, Península Ibérica, crônicas medievais.

Resumo

Trabalho de análise dos métodos cronísticos de escritores que produziram obras nos séculos XIV e XV e viveram nos reinos de Castela e Portugal. Pero Lopez de Ayala, Fernán Perez de Guzman, Fernão Lopes, Gomes Eanes de Zurara e Rui de Pina foram cronistas a serviço de seus reis. Escreveram histórias inseridas em contexto de propaganda régia com vistas à legitimação e afirmação dinásticas, como a dinastia Trastâmara em Castela e a dinastia de Avisem Portugal. Foramanalisados os métodos e concepções que estes escritores possuíam do fazer cronístico paralelamente aos interesses decorridos dos financiadores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rodrigo Barbosa Schiavinato, UFPR

Formado em História pela UEM (2005 - 2008); Mestrado em História pela UFPR (2009 - 2011); Doutorado em História pela UFPR (2012 - 2016)

Downloads

Publicado

02-12-2018

Como Citar

Schiavinato, R. B. (2018). Historiografia e legitimação de poder na baixa idade média peninsular (Portugal e Castela). História Revista, 23(1), 148–162. https://doi.org/10.5216/hr.v23i1.43262