Construção da “Peronização” na Argentina: da Secretaria do Trabalho e Provisão à presidência da República

  • Cristina Campolina UFMG
Palavras-chave: trabalhismo - autoritarismo - peronização

Resumo

Nesse artigo trataremos da formação da Secretaria do Trabalho e a afirmação de Perón, o secretário, como o “protetor dos trabalhadores” e subsequente “Peronização” na Argentina. A vitória de Perón junto aos trabalhadores foi um caminho traçado de maneira lenta e metódica segundo um plano estratégico preconcebido. Perón conseguiu implantar uma ordem social diferente da conhecida na Argentina graças à apresentação de um programa de aplicação da justiça social e da busca da cidadania. Os trabalhadores, com demandas há muito frustradas, se harmonizaram com o líder beneficiando-se com as novas leis trabalhistas. A década de 1930, conhecida como a “década infame”, deixou um campo propício para a emergência de um líder. Perón soube usar do contexto histórico para construir sua imagem e tornar-se o salvador da pátria. O 17 de outubro será a prova concreta dessa aliança. Aqui trataremos dessa trajetória.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
03-03-2017
Como Citar
Campolina, C. (2017). Construção da “Peronização” na Argentina: da Secretaria do Trabalho e Provisão à presidência da República. História Revista, 21(3), 88-109. https://doi.org/10.5216/hr.v21i3.41799