O Futuro do Brasil no pós-guerra Segundo A Revista ‘Em Guarda’ (1941-1945)

Autores

  • Aline Vanessa Locastre Doutoranda em História - UFPR

DOI:

https://doi.org/10.5216/hr.v23i1.34055

Palavras-chave:

Política da Boa Vizinhança, Revista Em Guarda, Segunda Guerra Mundial.

Resumo

Em meio às incertezas geradas por um conflito bélico, que no caso da Segunda Guerra Mundial mobilizou inúmeros países e recursos, colocando em cheque a hegemonia de algumas ricas nações no cenário internacional, no Brasil, além das inúmeras privações decorridas deste acontecimento, foi verificado um cenário otimista perante as vantagens que este estado de beligerância poderia trazer ao futuro econômico do país.

A partir da análise da revista Em Guarda, publicação criada pelo Office of the Coordinator of the Inter-American Affairs, agência subordinada ao governo estadunidense e que possuía como objetivo estreitar as relações entre Estados Unidos e América Latina durante os anos de 1940 a 1946 no programa de Boa Vizinhança, foi possível perceber que o teor da propaganda fomentada por esta agência para alcançar os ‘corações e mentes’ de seus leitores brasileiros estava assentada, principalmente, na difusão do American Way of Life e de promissoras promessas para o pós-guerra.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Aline Vanessa Locastre, Doutoranda em História - UFPR

Doutoranda em História - UFPR; Mestre em História Social, especialista em Ensino de História e História Social e graduada em História pela Universidade Estadual de Londrina (UEL).

Downloads

Publicado

02-12-2018

Como Citar

Locastre, A. V. (2018). O Futuro do Brasil no pós-guerra Segundo A Revista ‘Em Guarda’ (1941-1945). História Revista, 23(1), 105–127. https://doi.org/10.5216/hr.v23i1.34055