ATRIBUTOS FÍSICOS DO SOLO EM ÁREAS CULTIVADAS COM FEIJÃO PRETO (PHASEOLUSVULGARIS L.) SOB DIFERENTES SISTEMAS DE MANEJO

Autores

  • Adalberto Alves Pereira Unicentro
  • Edivaldo Lopes Thomaz UNICENTRO
  • Paulo Ângelo Fachin Faculdades Guarapuava

DOI:

https://doi.org/10.5216/revgeoamb.v0i28.43224

Resumo

Este trabalho objetiva avaliar as influências de diferentes formas de manejo na produção do feijão preto (Phaseolus Vulgaris L.) sobre os parâmetros físico-hídricos do solo. Foram avaliados atributos físicos como: densidade, resistência à penetração, diâmetro médio ponderado de agregados e infiltração em três áreas cultivadas com feijão e uma área de floresta. A densidade do solo e a resistência à penetração não apresentaram diferença significativa entre as áreas agrícolas. A área de coivara foi a única cultivada a apresentar diâmetro de agregados superior a 2 mm na camada superficial. O plantio convencional apresentou baixo diâmetro de agregados na camada superficial enquanto o plantio reduzido apresentou índice intermediário. A umidade elevada (35%) associada à tendência natural de adensamento do solo na área de floresta fez com que esta apresentasse taxa de infiltração reduzida. O sistema de coivara apresentou condições físico-hídricas iguais ou superiores ao da área de floresta, e demonstrou que se manejado de forma adequada pode servir como um sistema conservacionista de manejo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Adalberto Alves Pereira, Unicentro

Graduado e Mestre em Geografia, pela Universidade Estadual do Centro-Oeste (UNICENTRO), Pós-Graduado em Educação. Atualmente é doutorando em Geografia na Universidade Estadual de Ponta Grossa (PPGG-UEPG). Professor da rede pública de ensino do Paraná. Participou do projeto de extensão do governo do Estado do Paraná, Universidade Sem Fronteiras. Desenvolve pesquisas nas áreas de Geomorfologia, Hidrologia e Física de Solos .

Referências

ARE, K. S.; OLUWATOSIN, G. A.; ADEYOLANU, O. D.; OKE, A. O.Slash and burn effect on soil quality of na Alfisol: Soil physical properties. Soil Tillage Research,Amsterdam. v. 103, p.4-10, 2009.

ARSHAD, M. A.; LOWERY, B.; GROSSMAN, B. Physical tests for monitoring soil quality. In: DORAN, J. W.; JONES, A. J. (Eds). Methods for assessing soil quality. Soil Science Society of America, Madison, p.123-141, 1996.

BERTOL, I.; ALBUQUERQUE, J. A.; LEITE, D.; AMARAL, A. J.; ZOLDAN Jr., W. A.. Propriedades físicas do solo sob preparo convencional e semeadura direta em rotação e sucessão de culturas comparadas às do campo nativo. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa, v.28, n.1, p.155-163, 2004.

BEVEN, K.; GERMANN, P. Macropores and water flow in soils revisited. Water Resources Research. Washington DC, v.49, p.3071-3092, 2013.

CALONEGO, J. C.; ROSOLEM, C. A. Estabilidade de agregados do solo após manejo com rotações de culturas e escarificação. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa, v. 32, p.1399-1407, 2008.

CARVALHO, G.J.; CARVALHO. M.P.; FREDDI, O.S.; MARTINS, M.V. Correlação da produtividade do feijão com a resistência à penetração do solo sob plantio direto. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, Campina Grande, v.10, n. p.765-771, 2006.

CORSINI, P.C.; FERRAUDO, A.S.. Efeitos de sistemas de cultivo na densidade e macroporosidade do solo e no desenvolvimento radicular do milho em Latossolo Roxo. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, v.34, p.289-298, 1999.

EMBRAPA. Centro Nacional de pesquisa do solo. Manual de métodos de análise do solo. 2.ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 212p. 1997.

EMBRAPA. Centro Nacional de Pesquisa do Solo. Sistema brasileiro de classificação de solos.3.ed. Rio de Janeiro, Embrapa Solos, 353p. 2013.

FAO. Base de dados FAOSTAT. Disponível em: http://www.fao.org. Acesso em: 20 de maio de 2016.

FNP - Consultoria & Comercio. Anuário da Agricultura Brasileira – AGRIANUAL 2007. Feijão. São Paulo, 2007. (Agrianual, 2007).

HILLEL, D.Environmental soil physics. San Diego: Academic Press, 771 p. 1998.

HUBBERT, K.R.; PREISLER, H.K.; WOHLGEMUTH, P.M.; GRAHAM, R.G.; NAROG, M.G..Prescribed burning effects on soil physical properties and soil water repellency in a steep chaparral watershed, Southern California, USA. Geoderma. Londres 130, 284–298, 2006.

IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo Agropecuário. Rio de Janeiro: IBGE, 777p. 2006.

KIEHL, E. J.Manual de Edafologia: Relações solo planta. São Paulo: Ceres, 276p. 1979.

LAPEN, D.R.; TOPP, G. C.; GREGORICH, E. G.; CURNOE, W.E..Least limiting water range indicator of soil quality and corn production, eastern Ontario, Canada.Soil Tillage Research, Washington, DC, v.78, p.151-170, 2004.

MARCHINI, D. C.; LING, T. C.; ALVES, M. C.; CRESTANA, S.; SOUTO FILHO, S. N.; ARRUDA, O. G. de. Matéria orgânica, infiltração e imagens tomográficas de latossolo em recuperação sob diferentes tipos de manejo. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental. Campina Grande, v.19, n.6, p.574 – 580, 2015.

MCGARIGAL, K.; CUSHMAN, S. A.; STAFFORD, S. G.. Multivariat estatistics for Wildlife and Ecology Research. New York: Springer-Verlag, 2000, 283p.

MINEROPAR, Minerais do Paraná. Mapa de Vulnerabilidade Geoambiental do Estado do Paraná. Escala 1:650000. 2007. Disponível em http://www.mineropar.pr.gov.br/modules/conteudo/conteudo.php?conteudo=133. Acesso em 04 de outubro de 2012

MINISTÉRIO DO EXÉRCITO – DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA E COMUNICAÇÕES. Carta topográfica de Reserva- PR. Folha SG.22-X-A-IV-1. Escala 1: 50000.

PEREIRA, A. A.. Uso e degradação do solo em áreas sob diferentes sistemas de manejo, município de Reserva - PR. Dissertação (Mestrado em Geografia) – Universidade Estadual do Centro-Oeste, Guarapuava, PR. 61p. 2013.

POTT, C. A.; DE MARIA, I. C.. Comparação de métodos de campo para determinação da velocidade de infiltração básica. Revista Brasileira de Ciência do Solo. Viçosa, v.27, n.1, p. 19-27, 2003.

PREVEDELLO, J.; VOGELMANN, E. S.; KAISER, D. R.; REINERT, D. J.. A funcionalidade do sistema poroso do solo em floresta de eucalipto sob Argissolo. Scientia Forestalis. Piracicaba, v.41, n.100, p.557-566, 2013.

REICHARDT, K.; TIMM, L. C. Solo, planta e atmosfera: conceitos, processos e aplicações. 2 ed. Barueri: Manole, 500p. 2012.

REINERT, D. J.; REICHERT, J.M..Propriedade físicas do solo. Santa Maria, UFSM, 18p. 2006.

SALVADOR, C. A.. Análise da conjuntura agropecuária safra 2011/2012. Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Paraná (SEAB-PR). Relatório técnico, 2011. Disponível em www.seab.pr.gov.br. Acesso em março de 2012.

SALTON, J.C.; MIELNICZUK, J.; BAYER, C.; BOENI, M.; CONCEIÇÃO, P.C.; FABRÍCIO, A.C.; MACEDO, M.C.M.; BROCH, D.L.. Agregação e estabilidade de agregados do solo em sistemas agropecuários em Mato Grosso do Sul. RevistaBrasileira de Ciência do Solo. Viçosa, v.32, p.11-21, 2008.

SECCO, D.. Estados de compactação e suas implicações no comportamento mecânico e na produtividade de culturas em dois latossolos sob plantio direto. Tese (Doutorado em Agronomia) – Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, RS. 171 p. 2003.

SOUZA, Z. M.; MARQUES JUNIOR, J.; PEREIRA, G. T.. Variabilidade espacial de atributos físicos do solo em diferentes formas do relevo sob cultivo de cana-de-açúcar. RevistaBrasileira de Ciência do Solo. Viçosa, v.28, p. 937-944, 2004.

STOLF, R.. Teoria e teste experimental de fórmulas de transformação dos dados de penetrômetro de impacto em resistência do solo. RevistaBrasileira de Ciência do Solo, Campinas, v.15, n.2, p.229-235, 1991.

THOMAZ, E.L.. The influenceoftraditionalsteeplandagriculturalpracticesonrunoffandsoilloss. AgricultureEcosystemsEnvironment. 130, p.23–30, 2009.

THOMAZ, E. L.; ANTONELI, V.; DOERR, S. H.. Effectsoffireonthephysicochemicalpropertiesofsoil in a slash-and-burnagriculture. Catena, Amsterdan. v.122, p.209-215, 2014.

WUEST, S.B.; CAESAR-TONTHAT, T.C.; WRIGHT, S. F.; WILLIAMS, J.D. Organicmatteraddition, N andresidueburningeffectsoninfiltration, biological, andphysicalpropertiesofanintensivelytilledsilt-loamsoil. SoilTillageResearch. Amsterdam. v.84, 154–167, 2005.

Downloads

Publicado

2017-06-15

Como Citar

PEREIRA, A. A.; THOMAZ, E. L.; FACHIN, P. Ângelo. ATRIBUTOS FÍSICOS DO SOLO EM ÁREAS CULTIVADAS COM FEIJÃO PRETO (PHASEOLUSVULGARIS L.) SOB DIFERENTES SISTEMAS DE MANEJO. Geoambiente On-line, Goiânia, n. 28, 2017. DOI: 10.5216/revgeoamb.v0i28.43224. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/geoambiente/article/view/43224. Acesso em: 1 jul. 2022.

Edição

Seção

Artigos