USO DE SIG NA ANÁLISE DOS RECURSOS HÍDRICOS NO MUNICÍPIO DE CAICÓ (RN)

Autores

  • Luzia Carla de Medeiros Universidade Federal do Rio Grande do Norte
  • Jânio Carlos Fernandes Guedes Universidade Federal do Rio Grande do Norte
  • Alisson Medeiros de Oliveira Universidade Federal do Rio Grande do Norte
  • Diógenes Félix da Silva Costa Universidade Federal do Rio Grande do Norte

DOI:

https://doi.org/10.5216/revgeoamb.v0i27.38604

Resumo

A demanda pelos recursos hídricos é constante no semiárido, devido ao aumento populacional e ao desenvolvimento econômico. Com isso, o presente estudo teve como objetivo analisar a redução da área dos reservatórios em um período de estiagem no semiárido. O trabalho foi desenvolvido no município de Caicó/RN, caracterizado por apresentar altas taxas de evaporação em seus reservatórios. Os mapas temáticos foram elaborados em ambiente de SIG. Ao final do mapeamento, os reservatórios foram classificados de acordo com o tamanho de sua área (hectare), e divididos em cinco classes. Verificou-se que o longo do período de estiagem e os usos múltiplos dos recursos hídricos colaboraram para que houvesse perda significativa na área dos reservatórios, registrando-se o desaparecimento de 57 reservatórios. Por isso, a importância de estudos como este, que proporcionem um maior conhecimento da região, mostrando, também, a influência nos corpos hídricos, para que haja melhor gestão desses recursos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jânio Carlos Fernandes Guedes, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Mestrando em Geografia pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN/CERES pelo Campus de Caicó. Trabalhou como bolsista de apoio técnico no Laboratório de Ecologia do Semiárido - LABESA. Atualmente é mestrando em Geografia pelo Programa de Pós Graduação e Pesquisa em Geografia - PPGe pela mesma Universidade. Trabalha com temas relacionados a Geoecologia, com experiência na área de Sensoriamento Remoto e Geoprocessamento aplicado à análise e modelagem de sistemas ambientais, com ênfase em planejamento ambiental, recuperação de áreas degradadas e matas ciliares, bem como gestão e monitoramento de reservatórios no Semiárido.

Alisson Medeiros de Oliveira, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Graduando em Geografia (B) pela UFRN, é estagiário do Laboratório de Monitoramento Ambiental (LAMA) e membro do Grupo de Pesquisa em Estudos Geoambientais do Semiárido. Atua em estudos de limnologia de reservatórios do semiárido, recursos hídricos e SIG em recursos hídricos do semiárido.

Diógenes Félix da Silva Costa, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Professor do Depto. de Geografia da UFRN (Campus de Caicó), com graduação em Geografia e doutorado em Ecologia. Atua como Coordenador do Laboratório de Monitoramento Ambiental e lidera o Grupo de Pesquisa em Estudos Geoambientais do Semiárido (http://dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/4741187726081440). Tem experiência nas áreas de Geoecologia de ecossistemas, atuando principalmente nos seguintes temas: análise de serviços ecossistêmicos, geoecologia de áreas úmidas, monitoramento ambiental, ecologia da paisagem, geoquímica ambiental e fitogeografia.

Referências

BARBOSA, J. E. L. Dinâmica do fitoplâncton e condicionantes limnológicos nas escalas de tempo (nictemeral/sazonal) e de espaço (horizontal/vertical) no Açude Taperoá II: trópico semiárido nordestino. 2002. 201 f. Tese (Doutorado em Ciências Biológicas) - Universidade Federal da São Carlos, São Carlos, 2002.

BARBOSA, J. E. L.; MEDEIROS, E. S. F.; BRASIL, J.; CORDEIRO, R. S.; CRISPIM, M. C. B.; GONZAGA-SILVA, G. H. Aquatic systems in semi-arid Brazil: limnology and management Ecossistemas aquáticos do semi-árido brasileiro: aspectos limnológicos e manejo. Acta Limnologica Brasiliensia, v. 24, n. 1, p. 103-118, 2012.

BRASIL. Ministério da Integração Nacional. Secretaria de Infra-Estrutura Hídrica. Unidade de Gerenciamento do Proágua/semiárido. Diretrizes ambientais para projeto e construção de barragens e operação de reservatórios. Brasília: Bárbara Bela Editora Gráfica e Papelaria Ltda. 2005.

ESTEVES, F. de A. Fundamentos de Limnologia. 2 ed. Rio de Janeiro: Interciência, 575 p. 1998.

______. Fundamentos de Limnologia. 3ª ed. Rio de Janeiro: Interciência. 790 p. 2011,

FONTES, A. S.; OLIVEIRA, J. I. R.; MEDEIROS, Y. D. P. A evaporação em açudes no semiárido nordestino do Brasil e a Gestão das águas. IN: XV Simpósio Brasileiro de Recursos Hídricos, Curitiba (PR), Anais... Curitiba: ABRH. p. 1-19. 2003.

GONDIM-FILHO, J. G. C.; FRANCA, D. T.; FORMIGA, K. T. M. Programa de Abastecimento da População Rural Difusa da região Semi-Árida: estudo técnico de apoio ao PBHSF, nº 11. ANA/GEF/PNUMA/OEA, Brasília, 2004.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Manual técnico de uso da Terra. 2. ed. Rio de Janeiro, 91 p. 2006.

MALVEZZI, R. Semiárido: uma visão holística. Brasília: Confea. 140 p. 2007.

MALTCHIK, L.; DUARTE, M.D.C.; BARRETO, A.P. Resistance and resilience of periphyton to disturbance by flash floods in a Brazilian semiarid ephemeral stream (Riacho Serra Branca, NE, Brazil). IN: Anais da Academia Brasileira de Ciências, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro: Academia Brasileira de Ciências, 1999.

MALTCHIK, L.; MEDEIROS, E.S.F. Conservation importance of semi-arid streams in north-eastern Brazil: implications of hydrological disturbance and species diversity. Aquatic Conservation: Marine and Freshwater Ecosystems, v. 16, n. 7, p. 665-677, 2006.

MARTINS, E. S. P. R.; MENESCAL, R. A.; WARREN, M. SCHERER.; CARVALHO, M. S. B. S.; MELO, M. S.; PERINI, D. S.; OLIVEIRA, F. A. J. de. Utilização de imagens CBERS para mapeamento dos espelhos d'água do Brasil. IN: XIII Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto, Florianópolis, Anais... Florianópolis : INPE, 21-26 abril, 2007.

MENDONÇA, F.; DANNI-OLIVEIRA, I. M. Climatologia: noções básicas e climas do Brasil. São Paulo: Oficina de Textos. 206 p. 2007.

MIXON, D. M.; KINNER, D. A.; STALLARD, R. F.; SYVITSKI, J. P.M. Geolocation of man-made reservoirs across terrains of varying complexity using GIS. Computers & Geosciences, v. 34, p. 1184–1197, 2008.

QUEIROZ, A.T.; OLIVEIRA, L. A. Relação entre produção e demanda hídrica na Bacia do Rio Uberabinha, Estado de Minas Gerais, Brasil. Revista Sociedade & Natureza, Uberlândia, v. 1, n. 25, p. 191-204, 2013.

SANTANA, M. O. Atlas de áreas susceptíveis à desertificação no Brasil. Brasília/DF: Ministério do Meio Ambiente. 134 p. 2007.

SETTI, A. A.; LIMA J. E. F. W.; CHAVES, A. G. M.; PEREIRA, I. C. Introdução ao Gerenciamento de Recursos Hídricos. 2ª ed. Brasília, ANEEL/ANA. 327 p. 2001.

SUASSUNA, J. A pequena e média açudagem no semiárido nordestino: uso da água na produção de alimentos. Disponível em: <http://www.fundaj.gov.br/docs/text/textrop.html>. Acesso em: 10 Junho de 2014.

TUNDISI, J. G; MATSUMURA-TUNDISI, T. Limnologia. São Paulo: Oficina de Textos. 631 p. 2008.

TUNDISI, J. G.; MATSUMURA-TUNDISI, T. ?The Lobo-Broa: Ecosystem Research In: TUNDISI, J. G.; BICUDO, C. E. M.; MATSUMURA-TUNDISI, T. (Eds.). Limnology in Brazil. Brazilian Academy of Sciences, Brazilian Limnological Society, p. 219-244. 1995.

VAN TY, T.; BABEL, M. S.; SUNADA, K. OISHI, S.; KAWASAKI, A. Utilization of a GIS-Based Water Infrastructure Inventory for Water Resources Assessment at Local Level: A Case Study in Mountainous Area of Vietnam. Hydrological Research, n. 3, p. 27?31, 2009.

Downloads

Publicado

2016-12-28

Como Citar

MEDEIROS, L. C. de; GUEDES, J. C. F.; OLIVEIRA, A. M. de; COSTA, D. F. da S. USO DE SIG NA ANÁLISE DOS RECURSOS HÍDRICOS NO MUNICÍPIO DE CAICÓ (RN). Geoambiente On-line, Goiânia, n. 27, 2016. DOI: 10.5216/revgeoamb.v0i27.38604. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/geoambiente/article/view/38604. Acesso em: 24 maio. 2022.

Edição

Seção

Artigos