DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM: UMA VISÃO DIALÉTICA

Autores

  • Fabiana Ribeiro Santana Faculdade de Enfermagem
  • Adélia Yaeko Kyosen Nakatani Faculdade de Enfermagem
  • Adenícia Custódio Silva e Souza Faculdade de Enfermagem
  • Lisete Diniz Ribas Casagrande Faculdade de Enfermagem
  • Elizabeth Esperidião Faculdade de Enfermagem

DOI:

https://doi.org/10.5216/ree.v7i3.904

Resumo

RESUMO: As Diretrizes Curriculares Nacionais (DCN) visam proporcionar às Instituições de Ensino Superior (IES) direcionamento para a implantação e a implementação dos Projetos Político-Pedagógicos (PPP). Para compreendermos as DCN foi necessário realizar uma “viagem” histórica, relatando-se brevemente como se deu o processo de discussão e elaboração das DCN. A análise destas diretrizes possibilitou a compreensão da “totalidade orgânica” da educação no contexto da enfermagem no Brasil. O objetivo do estudo foi analisar a Resolução CNE/ CES nº 3, de 7 de novembro de 2001, que instituiu as Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Enfermagem. Trata-se de um estudo descritivo-exploratório, com delineamento de pesquisa documental. A análise dos dados fundamentou-se na análise de conteúdo temática de BARDIN (1977) e o critério de categorização utilizado foi o lógico-semântico (categorias temáticas). Foi realizado um cotejamento dos dados com a teoria materialista-dialética. Os temas encontrados: aprender a aprender; aprender a fazer; aprender a ser e viver junto. O primeiro dos temas envolve o aspecto científico e foi denominado pelas pesquisadoras de aprender a aprender. O segundo, denominado aprender a fazer, compreende os aspectos técnicos. O terceiro, aprender a ser e viver junto, encerra o aspecto sóciovalorativo. A título de conclusão, as DCN são propostas que visam contribuir para o debate dos atores do processo de ensino-aprendizagem, fornecendo pontos relevantes à discussão, entretanto não devem se tornar uma “fórmula mágica” que provê todas as respostas, já que o contexto histórico-sócio-político-econômico-cultural é o maior “guia” para a reconstrução dos PPP. Na área da enfermagem, o desafio do contexto social requer competências profissionais que implicam novos modos de saber, fazer e ser do enfermeiro (a) e de sua equipe nos serviços de saúde. Portanto, é necessário que superemos as DCN na implantação e na implementação dos PPP, trazendo propostas inovadoras, críticas e criativas para que os atores vivenciem os princípios do Sistema Único de Saúde (SUS). PALAVRAS - CHAVE: Política de Educação Superior; Educação em Enfermagem; Pesquisa em Educação de Enfermagem.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Metrics

Carregando Métricas ...

Downloads

Publicado

28-12-2006

Como Citar

1.
Santana FR, Nakatani AYK, Souza ACS e, Casagrande LDR, Esperidião E. DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM: UMA VISÃO DIALÉTICA. Rev. Eletr. Enferm. [Internet]. 28º de dezembro de 2006 [citado 17º de outubro de 2021];7(3). Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/fen/article/view/904

Edição

Seção

Artigo Original