REMOÇÃO DE COLIFORMES DO ESGOTO POR MEIO DE ESPÉCIES VEGETAIS

Autores

  • Rogério de Araújo Almeida Faculdade de Enfermagem
  • Nilza Alves Marques Almeida Faculdade de Enfermagem

DOI:

https://doi.org/10.5216/ree.v7i3.902

Resumo

RESUMO: O presente estudo teve como objetivo avaliar a eficiência de substratos e de espécies vegetais, nativas ou naturalizadas da região de Goiânia-GO, na remoção de coliformes do esgoto, num sistema de tratamento do tipo zona de raízes com fluxo subsuperficial descendente, precedido de decantação. O experimento foi conduzido no campus Samambaia da Universidade Federal de Goiás, em Goiânia. Após passar por uma caixa de decantação, o esgoto primário foi aplicado, diariamente, em módulos de tratamento contendo as espécies vegetais taboa (Typha angustifolia L.), lírio-do-brejo (Hedychium coronarium J. König), conta-de-lágrima (Coix lacryma-jobi L.) e capim Angola (Urochloa mutica (Forssk.) T. Q. Nguyen), cultivadas em substratos com areia e/ou casca de coco. Foram construídos dezesseis módulos de tratamento, distantes dois metros uns dos outros, agrupados quatro a quatro, num delineamento experimental de parcelas subdivididas, sendo as parcelas representadas pelos substratos e as subparcelas pelas espécies vegetais. As repetições foram constituídas pelas amostragens do esgoto, que ocorreram quinzenalmente. As amostras do esgoto bruto, primário e secundário foram submetidas a análises laboratoriais e os resultados foram utilizados no cálculo de eficiência na remoção/redução dos coliformes do esgoto. Os valores de eficiência foram submetidos ao teste de Tukey-Kramer. O sistema de tratamento do tipo zona de raízes mostrou-se bastante eficiente na remoção de coliformes, atingindo níveis próximos à totalidade. As espécies vegetais comportaram-se de maneira semelhante na remoção dos coliformes fecais e o substrato com casca de coco mostrou-se menos eficiente que os substratos com areia. PALAVRAS-CHAVE: Saúde Ambiental; Plantas de Tratamento de Águas Residuais; Saneamento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

28-12-2006

Como Citar

Almeida, R. de A., & Almeida, N. A. M. (2006). REMOÇÃO DE COLIFORMES DO ESGOTO POR MEIO DE ESPÉCIES VEGETAIS. Revista Eletrônica De Enfermagem, 7(3). https://doi.org/10.5216/ree.v7i3.902

Edição

Seção

Artigo Original