Enfermagem em laboratório de hemodinâmica: diagnóstico e intervenção fundamentados na Teoria da Adaptação de Roy

Autores

  • Mirna Fontenele Oliveira Universidade Estadual do Ceará
  • Lúcia de Fátima da Silva Universidade Estadual do Ceará

DOI:

https://doi.org/10.5216/ree.v12i4.8325

Palavras-chave:

Cardiologia, Adaptação, Diagnóstico de Enfermagem, Cuidados de Enfermagem

Resumo

doi: 10.5216/ree.v12i4.8325

Diante da magnitude das doenças coronárias em nosso meio social, emergiu a necessidade de se ampliar o conhecimento acerca da experiência adaptativa dos pacientes que a vivenciam. Objetivou-se inferir os diagnósticos de enfermagem presentes em pacientes com adoecimento coronário atendidos em um Laboratório de Hemodinâmica, à luz do modo físico-fisiológico do modelo de adaptação de Roy; e relacionar suas respectivas intervenções de enfermagem. Estudo do tipo descritivo e transversal, com abordagem quantitativa, realizado em um hospital público, de Fortaleza-CE, desenvolvido durante os meses de julho a setembro de 2009, em uma amostra de 233 pacientes. Para fins de discussão, foram considerados dez diagnósticos de enfermagem, que apresentaram frequência acima do percentil 30: risco de infecção; risco de sangramento; comunicação verbal prejudicada; risco de intolerância a atividade; dor aguda; risco de perfusão tissular cardíaca diminuída; déficit no autocuidado para banho; ansiedade; dentição prejudicada e conforto prejudicado. Com base nestes diagnósticos, foram elaboradas propostas de intervenção de enfermagem. O modelo de Roy serviu para direcionar as etapas do Processo de Enfermagem, reforçando a aplicabilidade de tais tecnologias para a área da saúde, uma vez que viabilizam melhorias para a assistência de enfermagem em cardiologia.

Descritores: Cardiologia; Adaptação; Diagnóstico de Enfermagem; Cuidados de Enfermagem.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mirna Fontenele Oliveira, Universidade Estadual do Ceará

Enfermeira. Aluna do Curso Mestrado Acadêmico em Cuidados Clínicos em Saúde e Enfermagem da Universidade Estadual do Ceará (UECE). Fortaleza, CE, Brasil. E-mail: mirnafontenele@ig.com.br.

Lúcia de Fátima da Silva, Universidade Estadual do Ceará

Enfermeira. Doutora em Enfermagem. Professor Adjunto, UECE. Fortaleza, CE, Brasil. E-mail: luthy2008@hotmail.com.

Downloads

Publicado

31-12-2010

Como Citar

1.
Oliveira MF, Silva L de F da. Enfermagem em laboratório de hemodinâmica: diagnóstico e intervenção fundamentados na Teoria da Adaptação de Roy. Rev. Eletr. Enferm. [Internet]. 31º de dezembro de 2010 [citado 21º de janeiro de 2022];12(4):678-85. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/fen/article/view/8325

Edição

Seção

Artigo Original