A efetividade do cuidado solidário diante de eventos que acompanham a cronificação da doença da criança hospitalizada

Autores

  • Alexandra Maria Alves IESPP
  • Christiane Silva Ferreira Gonçalves IESPP
  • Maria Aparecida Martins IESPP
  • Sueli Terezinha da Silva IESPP
  • Tânia Cristina Auwerter
  • Ivete Palmira Sanson Zagonel UFPR

DOI:

https://doi.org/10.5216/ree.v8i2.7033

Palavras-chave:

Cuidados de enfermagem, Cuidados integrais de saúde, Enfermagem pediátrica.

Resumo

Artigo de pesquisa que objetivou identificar como o enfermeiro realiza o cuidado solidário frente às alterações na evolução da doença da criança hospitalizada que conduzem a cronificação. A metodologia é qualitativa através do método exploratório-descritivo. Os sujeitos foram nove enfermeiros assistenciais que atuam em unidades pediátricas de uma instituição hospitalar de grande porte de Curitiba-PR, sendo referência na área pediátrica em todo o Brasil. Para a coleta das informações utilizamos a entrevista semi-estruturada. Para efetivar a análise dos depoimentos seguimos a análise de conteúdo proposta por Bardin (1991). Os preceitos éticos foram seguidos conforme a Resolução 196/96.Todos os sujeitos assinaram o termo de consentimento livre e esclarecido. Após a transcrição das entrevistas que foram gravadas, iniciamos a categorização. Foram apreendidas três Unidades de Contexto e seis Unidades de Significação. As Unidades de Contexto incluem a percepção da cronificação da criança hospitalizada pelo enfermeiro; a percepção das ações do enfermeiro como cuidado solidário pela família e, apontando características que permeiam o cuidado solidário. Pela análise dos depoimentos foi possível perceber que a desestruturação familiar é visível, pois a criança permanece longo tempo no hospital, alterando sua rotina diária, afetando a família e mudando a sua rotina, ou seja, a convivência com a cronificação impõe alterações na espacialidade e temporalidade da criança. A família e criança necessitam de suporte fornecido pelo enfermeiro pelo cuidado solidário. O cuidado solidário é percebido pelo vínculo, interesse, contato, diálogo, suporte, apoio, ser presença, ouvir, pela empatia, transmissão de confiança e esperança, se estabelece pelo trabalho multiprofissional, preparo da equipe, conhecimento, disponibilidade e respeito pelo outro. O cuidado solidário é um processo, um acontecimento que pode ser considerado um novo paradigma para a realização do cuidado de enfermagem, proporcionando um crescimento mútuo, a construção de novos saberes, possibilita uma relação afetiva, reflexiva, humana, empática entre enfermeiro/criança/família.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

28-08-2009

Como Citar

1.
Alves AM, Gonçalves CSF, Martins MA, Silva ST da, Auwerter TC, Zagonel IPS. A efetividade do cuidado solidário diante de eventos que acompanham a cronificação da doença da criança hospitalizada. Rev. Eletr. Enferm. [Internet]. 28º de agosto de 2009 [citado 18º de janeiro de 2022];8(2). Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/fen/article/view/7033

Edição

Seção

Artigo Original