COVID-19: articulação das políticas de saúde e sociais para promoção de cuidados seguros aos idosos

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5216/ree.v22.63990

Palavras-chave:

Infecções por Coronavirus, Idoso, Enfermagem

Resumo

Objetivou compreender o processo de articulação das políticas de saúde e sociais dirigidas aos idosos durante estado de emergência por COVID-19 e implicações para a enfermagem. Estudo qualitativo, documental que utiliza como fonte de dados discursos de órgãos governamentais e dirigentes sociais, veiculados em 20 jornais portugueses, de acesso online, entre 2 de março a 2 de maio de 2020. Da análise dos dados emergiram três macrocategorias: dever de proteção dos idosos como grupo vulnerável, medidas promotoras da segurança dos idosos e consciencialização das lacunas de supervisão e apoio nos cuidados aos idosos em instituições sociais. De fato, apesar dos esforços na articulação das políticas de saúde e sociais e reorganização dos serviços durante a pandemia, observaram-se algumas lacunas nos cuidados aos idosos. Ficou evidente que é necessário aproximar cuidados de saúde comunitários às instituições sociais, através da capacitação dos seus profissionais e supervisão dos cuidados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Metrics

Carregando Métricas ...

Publicado

20-12-2020

Como Citar

1.
Faria A da C, Martins MMFP da S, Laredo-Aguilera JA, Ribeiro OMPL, Silva JMAV da. COVID-19: articulação das políticas de saúde e sociais para promoção de cuidados seguros aos idosos. Rev. Eletr. Enferm. [Internet]. 20º de dezembro de 2020 [citado 27º de outubro de 2021];22. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/fen/article/view/63990

Edição

Seção

Artigo de Revisão