Qualidade de vida relacionada à saúde de pessoas com Leishmaniose Tegumentar Americana

Autores

  • Sergio Vital da Silva Junior Universidade Federal da Paraíba
  • Caliandra Maria Bezerra Luna Lima Universidade Federal da Paraíba
  • Allan Batista Silva Universidade Federal da Paraíba
  • Ana Cristina de Oliveira e Silva Universidade Federal da Paraíba
  • Oriana Deyze Correia Paiva Leadebal Universidade Federal da Paraíba
  • Maria Eliane Moreira Freire Universidade Federal da Paraíba

DOI:

https://doi.org/10.5216/ree.v22.63454

Palavras-chave:

Qualidade de Vida, Leishmaniose Cutânea, Enfermagem, Saúde, Doenças Negligenciadas

Resumo

Objetivou-se avaliar a qualidade de vida relacionada à saúde de pessoas acometidas pela Leishmaniose Tegumentar Americana, segundo aspectos sociodemográficos e clínicos. Estudo transversal, realizado na Paraíba, Brasil, em 2019. Participaram 22 pessoas com idade acima de 18 anos, em tratamento hospitalar para leishmaniose cutânea. Utilizou-se um questionário com variáveis sociodemográficas e clínicas e o instrumento Medical Outcomes Survey Short-Forma-36, sendo analisados por medidas descritivas e testes estatísticos não paramétricos. O estudo foi aprovado por um Comitê de Ética em Pesquisa. Evidenciou-se maioria dos participantes do sexo masculino, entre 20 e 88 anos, com relação conjugal, agricultores e com cães no domicílio. Apresentaram lesão ulcerativa nos membros. Todos os domínios de qualidade de vida medidos pelo instrumento apresentaram scores baixos. Os achados desta investigação denotam a necessidade de ações de promoção da saúde e prevenção da infecção pela Leishmaniose Tegumentar Americana.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Metrics

Carregando Métricas ...

Publicado

31-12-2020

Como Citar

1.
Silva Junior SV da, Lima CMBL, Silva AB, Silva AC de O e, Leadebal ODCP, Freire MEM. Qualidade de vida relacionada à saúde de pessoas com Leishmaniose Tegumentar Americana. Rev. Eletr. Enferm. [Internet]. 31º de dezembro de 2020 [citado 27º de novembro de 2021];22. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/fen/article/view/63454

Edição

Seção

Artigo Original