Perfil cognitivo e associações entre idosos longevos em contexto ambulatorial no Distrito Federal

Autores

  • Henrique Salmazo Silva Universidade Católica de Brasília
  • Isabelle Patriciá Freitas Soares Chariglione Universidade de Brasília
  • Maria Liz Cunha de Oliveira Universidade Católica de Brasília
  • Lucy de Oliveira Gomes Universidade Católica de Brasília
  • Clayton Franco Moraes Universidade Católica de Brasília
  • Vicente Paulo Alves Universidade Católica de Brasília https://orcid.org/0000-0002-1412-830X

DOI:

https://doi.org/10.5216/ree.v22.61878

Palavras-chave:

Idoso de 80 anos ou mais, Cognição, Assistência Integral à Saúde, Atividades Cotidianas

Resumo

Objetivou investigar associações entre o declínio cognitivo de idosos longevos em contexto ambulatorial e variáveis sociodemográficas, desempenho funcional, doenças crônicas, número de hospitalizações e acesso aos serviços de saúde. Foram entrevistados idosos longevos (80 anos e mais) residentes no Distrito Federal, avaliados em contexto ambulatorial por questionários padronizados e pelo Miniexame do Estado Mental (MEEM). Nas análises bivariadas, o declínio cognitivo esteve associado à faixa etária (85 anos e mais), possuir uma ou mais limitações nas atividades básicas de vida diária (ABVD), residir em arranjos domiciliares bi e trigeracionais e ter maior número de hospitalizações no último ano. No modelo logístico múltiplo, permaneceram associados ao declínio cognitivo em longevos as ABVD e as hospitalizações no último ano. Por tratar-se de uma população com maior demanda assistencial de saúde, torna-se necessário delinear medidas de prevenção e a promoção de cuidados de longa duração.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Metrics

Carregando Métricas ...

Publicado

21-12-2020

Como Citar

1.
Silva HS, Chariglione IPFS, Oliveira MLC de, Gomes L de O, Moraes CF, Alves VP. Perfil cognitivo e associações entre idosos longevos em contexto ambulatorial no Distrito Federal . Rev. Eletr. Enferm. [Internet]. 21º de dezembro de 2020 [citado 27º de outubro de 2021];22. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/fen/article/view/61878

Edição

Seção

Artigo Original