Evolução do perfil lipídico, glicêmico e pressórico de prematuros: estudo longitudinal

Autores

  • Cláudia Silveira Viera Universidade Estadual do Oeste do Paraná http://orcid.org/0000-0002-0900-4660
  • Pâmela Talita Favil Pequeno Príncipe Hospital https://orcid.org/0000-0001-5714-7351
  • Beatriz Rosana Gonçalves de Oliveira Toso Universidade Estadual do Oeste do Paraná
  • Milene Sedrez Rover Hospital Universitário do Oeste do Paraná
  • Grasiely Masotti Scalabrin Barreto Hospital Universitário do Oeste do Paraná
  • Sabrina Grassioli Universidade Estadual do Oeste do Paraná

DOI:

https://doi.org/10.5216/ree.v22.59190

Palavras-chave:

Recém-nascido Prematuro, Continuidade da Assistência ao Paciente, Metabolismo dos Lipídeos, Glicemia, Enfermagem Neonatal

Resumo

Objetivo: Relacionar a evolução do perfil lipídico, glicêmico e pressórico de prematuro do nascimento aos 2 anos de idade corrigida com a classificação de peso ao nascer e sexo. Metodologia: Estudo longitudinal, amostra inicial de 71 prematuros, destes, 31 completaram o acompanhamento ambulatorial. Avaliados ao nascer, alta, 6 meses e 2 anos de idade corrigida (peso, idade gestacional, perfil lipídico, glicêmico, pressão arterial). Resultados: Glicemia, colesterol total, pressão arterial e triglicerídeos, não foram estatisticamente significantes em relação ao peso ao nascer e ao longo do seguimento. Colesterol total (p=0,18) e glicemia sofreram efeito de interação com o sexo. Pressão arterial acima do esperado aos 2 anos. Crescimento foi uniforme independente do sexo. Conclusão: O perfil lipídico, glicêmico e pressórico dos prematuros ao longo do acompanhamento não foi influenciado pela classificação de peso ao nascer. O sexo influenciou as concentrações de colesterol e a glicemia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Metrics

Carregando Métricas ...

Publicado

20-12-2020

Como Citar

1.
Viera CS, Favil PT, Toso BRG de O, Rover MS, Barreto GMS, Grassioli S. Evolução do perfil lipídico, glicêmico e pressórico de prematuros: estudo longitudinal. Rev. Eletr. Enferm. [Internet]. 20º de dezembro de 2020 [citado 27º de outubro de 2021];22. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/fen/article/view/59190

Edição

Seção

Artigo Original