Fatores relacionados, tendência temporal e associação espacial do abandono de tratamento para tuberculose em Ribeirão Preto-SP

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5216/ree.v22.58883

Resumo

Objetivou-se identificar fatores relacionados, classificar a tendência temporal e identificar áreas com associação espacial do abandono de tratamento para tuberculose em Ribeirão Preto, São Paulo. Estudo ecológico; população composta pelos casos notificados entre 2006 a 2017. Realizou-se o teste qui-quadrado para identificar fatores relacionados. Para a tendência temporal, utilizou-se o método de Prais-Winsten para classificar a tendência temporal do evento e calculada sua porcentagem de variação anual. Para verificar associação espacial, utilizaram-se as técnicas G e Gi*. Foram notificados 146 casos de abandono do tratamento da doença no período; como fatores de risco foi identificado pessoas sem escolaridade, retratamentos pós-abandono e falência prévia; como proteção casos novos identificados pela busca ativa, não ter coinfecção Tuberculose-HIV e não fazer uso de álcool ou drogas. A taxa de abandono apresenta tendência crescente (APC=1,6%; IC95% 0.02–3.48). O estudo evidencia o aumento do abandono de tratamento, contrariando as políticas direcionadas pelo End TB Strategy.

Descritores: Tuberculose; Cooperação e Adesão ao Tratamento; Saúde Pública; Análise Espacial.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Metrics

Carregando Métricas ...

Publicado

25-06-2020

Como Citar

1.
Berra TZ, Bruce ATI, Alves YM, Campoy LT, Arroyo LH, Crispim J de A, Alves LS, Arcêncio RA. Fatores relacionados, tendência temporal e associação espacial do abandono de tratamento para tuberculose em Ribeirão Preto-SP. Rev. Eletr. Enferm. [Internet]. 25º de junho de 2020 [citado 27º de outubro de 2021];22. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/fen/article/view/58883

Edição

Seção

Artigo Original