Potencial da comunidade lusófona de Toronto para a criação de uma rede de apoio social para o câncer de mama

  • Christine Maheu McGill University, School of Nursing https://orcid.org/0000-0001-8704-8207
  • Margareth Santos Zanchetta Ryerson University, Daphne Cockwell School of Nursing https://orcid.org/0000-0003-2321-9438
  • Abinet Gebreegziabher Gebremariam Ryerson University, Daphne Cockwell School of Nursing
  • Mary Rachel Lam-Kin-Teng Ryerson University, Daphne Cockwell School of Nursing
Palavras-chave: Apoio Social, Capital Social, Emigrantes e Imigrantes, Neoplasias Mamárias, Pesquisa Qualitativa

Resumo

Estudo etnográfico que explorou ideias sobre a possibilidade de criação de redes sociais de apoio para o câncer de mama na comunidade lusófona em Toronto, (Canadá). Dezenove homens e mulheres das comunidades angolana, brasileira e portuguesa discutiram sobre a criação de uma rede de apoio social com foco em condições facilitadoras e dificultadoras para seu estabelecimento. Os componentes fundamentais para essa criação foram: a desmistificação do câncer de mama e sua prevenção, ênfase na educação em saúde, mobilização de voluntários e apoio social direto às mulheres que vivem com câncer de mama. Os fatores facilitadores potenciais foram a participação de mulheres mais idosas como líderes sociais e a mobilização de escolas e instituições religiosas. As barreiras percebidas foram: a crença de que câncer de mama é uma doença feminina, falta de conhecimento sobre sua cura/reabilitação, como também uma sensibilidade limitada ao câncer. As redes de apoio social devem considerar as diversas necessidades culturais e tangíveis das comunidades, assim como serviços de apoio social mais informais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Metrics

Carregando Métricas ...
Publicado
25-10-2020
Como Citar
Maheu, C., Zanchetta, M. S., Gebremariam, A. G., & Lam-Kin-Teng, M. R. (2020). Potencial da comunidade lusófona de Toronto para a criação de uma rede de apoio social para o câncer de mama. Revista Eletrônica De Enfermagem, 22. https://doi.org/10.5216/ree.v22.56605
Seção
Artigo Original