Exposição ocupacional dos profissionais de enfermagem de uma unidade de terapia intensiva a material biológico

Autores

  • Aline Maria Bonini Universidade de São Paulo
  • Camila de Paula Zeviani Irmandade de Misericórdia de Sertãozinho
  • Luiza Tayar Facchin Universidade de São Paulo
  • Elucir Gir Universidade de São Paulo
  • Silvia Rita Marin da Silva Canini Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.5216/ree.v11.47202

Palavras-chave:

Enfermagem, Unidade de terapia intensiva, Acidentes ocupacionais

Resumo

Este estudo descritivo exploratório teve como objetivo caracterizar os profissionais de enfermagem de um centro de terapia intensiva que sofreram acidentes ocupacionais com material biológico e os acidentes. Os dados foram coletados no período de maio a junho de 2007, por meio de entrevista individual utilizando-se um roteiro semi-estruturado. Foram entrevistados 37 profissionais sendo que 25 (67,56%) referiram ter sofrido acidente com material biológico, e a maioria era técnico de enfermagem, do sexo feminino, entre 21 a 30 anos e com experiência na enfermagem menor que 05 anos. Em relação à capacitação sobre prevenção deste tipo de exposição 28 (75,7%) afirmaram ter participado e apenas 14 (56%) sujeitos referiram que utilizavam equipamento de proteção individual no momento do acidente. A maioria das exposições 18(72%) foi percutânea e o sangue foi o fluido mais envolvido 17(68%). As causas mais frequentemente atribuídas à ocorrência dos acidentes foram: falta de atenção e pressa. Apesar dos profissionais alegarem ter recebido capacitação durante sua formação e atuação profissional, observa-se que tiveram baixa adesão ao uso de equipamentos de proteção individual, evidenciando a necessidade de rever o processo de trabalho e as estratégias utilizadas nos programas educativos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Aline Maria Bonini, Universidade de São Paulo

Enfermeira do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da USP. E-mail: alinebonini@bol.com.br

Camila de Paula Zeviani, Irmandade de Misericórdia de Sertãozinho

Enfermeira da Irmandade de Misericórdia de Sertãozinho. E-mail: kmilaz@zipmail.com.br

Luiza Tayar Facchin, Universidade de São Paulo

Enfermeira. Mestranda do Programa de Enfermagem Fundamental da EERP/USP. E-mail: luiza@eerp.usp.br

Elucir Gir, Universidade de São Paulo

Enfermeira. Professora Titular da EERP/USP. E-mail: egir@eerp.usp.br

Silvia Rita Marin da Silva Canini, Universidade de São Paulo

Enfermeira. Professora Doutora do Departamento de Enfermagem Geral e Especializada da Escola de Enfermagem da USP. E-mail: canini@eerp.usp.br

Downloads

Publicado

01-06-2017

Como Citar

Bonini, A. M., Zeviani, C. de P., Facchin, L. T., Gir, E., & Canini, S. R. M. da S. (2017). Exposição ocupacional dos profissionais de enfermagem de uma unidade de terapia intensiva a material biológico. Revista Eletrônica De Enfermagem, 11(3). https://doi.org/10.5216/ree.v11.47202

Edição

Seção

Artigo Original