A pessoa idosa e o corpo: uma transformação inevitável

Autores

  • Tânia Maria de Oliva Menezes Universidade Federal da Bahia
  • Regina Lúcia Mendonça Lopes Universidade Federal da Bahia
  • Rosana Freitas Azevedo Universidade Federal de Alagoas

DOI:

https://doi.org/10.5216/ree.v11.47123

Palavras-chave:

Idoso, Imagem corporal, Envelhecimento

Resumo

Atualmente, as idades são percebidas como parte do passar do tempo, que é expresso no corpo das pessoas. No imaginário social, o envelhecimento é um processo marcado por desgaste, limitações, perdas físicas e de papéis sociais. As perdas são vistas como problemas de saúde, expressas, em grande parte, na aparência do corpo. Estudo descritivo, exploratório, qualitativo, de iluminação fenomenológica segundo o referencial de Maurice Merleau-Ponty, que teve como objetivo compreender a percepção que o idoso tem do próprio corpo em envelhecimento. Sete idosos, ambos os sexos, idades entre 75 a 83 anos de uma comunidade de Salvador-Bahia participaram da pesquisa. Cinco unidades de significado foram construídas. O corpo que está envelhecendo é percebido pelo idoso como corpo que traz mudanças físicas que, nem sempre, são incorporadas facilmente; apresenta perdas;  tem dificuldades de perceber o envelhecimento; se mostra em descompasso com a rapidez da mente; se mostra uma realidade. Tais unidades possibilitaram a construção da unidade de significação “o corpo encarnado é percebido no processo de envelhecimento a partir de signos físicos”. Apreendeu-se que integra o processo de ser-no-mundo, vislumbrar o crescimento e o desenvolvimento como movimentos naturais do humano, pois, o envelhecimento é uma possibilidade que se apresenta.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Tânia Maria de Oliva Menezes, Universidade Federal da Bahia

Enfermeira, Mestre em Enfermagem. Profa. Adjunta da Escola de Enfermagem da Universidade Federal da Bahia (EEUFBA). Doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da EEUFA. E-mail: tomenezes@uol.com.br

Regina Lúcia Mendonça Lopes, Universidade Federal da Bahia

Enfermeira, Doutora em Enfermagem. Profa. Titular da Área de Saúde da Mulher da EEUFBA. E-mail: reginalm@atarde.com.br

Rosana Freitas Azevedo, Universidade Federal de Alagoas

Enfermeira, Mestre em Enfermagem. Docente da Faculdade Jorge Amado. Doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da EEUFA. E-mail: rosana.azevedo@terra.com.br

Downloads

Publicado

01-06-2017

Como Citar

Menezes, T. M. de O., Lopes, R. L. M., & Azevedo, R. F. (2017). A pessoa idosa e o corpo: uma transformação inevitável. Revista Eletrônica De Enfermagem, 11(3). https://doi.org/10.5216/ree.v11.47123

Edição

Seção

Artigo Original