Discutindo a política de atenção à saúde da mulher no contexto da promoção da saúde

Autores

  • Giselle Lima de Freitas Universidade Federal do Ceará

DOI:

https://doi.org/10.5216/ree.v11.47053

Palavras-chave:

Saúde da mulher, Promoção da saúde, Políticas públicas de saúde

Resumo

Na maior parte do século XX, as políticas nacionais de saúde da mulher estiveram voltadas ao ciclo gravídico-puerperal. A partir de 1984, uma proposta de atendimento integral ganhou corpo no então Programa de Assistência Integral à Saúde da Mulher (PAISM) e, em 2004, emergiu uma proposta que prioriza a promoção da saúde, por meio da Política Nacional de Assistência Integral à Saúde da Mulher (PNAISM). Com este trabalho, objetivou-se analisar, epistemologicamente, os pressupostos da promoção da saúde da PNAISM. Estudo reflexivo, baseado nos princípios e diretrizes da PNAISM e nos pressupostos da promoção da saúde apresentados nas cartas resultantes das conferências sobre promoção da saúde. A PNAISM apresenta-se de forma inovadora ao contemplar aspectos relacionados à promoção e humanização da saúde a fim de minimizar iniqüidades existentes na saúde da mulher, atendendo grupos até então alijados da sociedade e áreas antes pouco assistidas. Palavras-chave: Saúde da mulher; Promoção da saúde; Políticas Públicas de Saúde.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Giselle Lima de Freitas, Universidade Federal do Ceará

Enfermeira. Mestranda em Enfermagem pela Universidade Federal do Ceará (UFC). Bolsista do CNPq. E-mail: gisellelf@yahoo.com.br

Downloads

Publicado

01-06-2017

Como Citar

1.
Freitas GL de. Discutindo a política de atenção à saúde da mulher no contexto da promoção da saúde. Rev. Eletr. Enferm. [Internet]. 1º de junho de 2017 [citado 21º de janeiro de 2022];11(2). Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/fen/article/view/47053

Edição

Seção

Artigo de Atualização