Aprendizagem na convivência: o estágio curricular em enfermagem

Autores

  • Lauriana Medeiros e Costa Faculdade de Ciências, Cultura e Extensão do Rio Grande do Norte

Palavras-chave:

Estágio Clínico, Aprendizagem, Enfermagem, Educação, Saúde da Família.

Resumo

Trata-se de uma pesquisa analítica de cunho qualitativo, com o objetivo de analisar o processo de aprendizagem de estudantes do Curso de Enfermagem da UFRN em Estágio Curricular Supervisionado (ECS) na Estratégia de Saúde da Família (ESF), tendo como fio condutor a aprendizagem na convivência. Para isto, foi apresentado um resgate histórico desta atividade acadêmica no ensino de enfermagem, assim como foi discutida a relevância da ESF como cenário da formação profissional em saúde. Para a investigação empírica, foram entrevistados dez estudantes do oitavo período do curso, que estagiavam em unidades de saúde da família do Distrito Sanitário Oeste de Natal/RN. O aporte referencial teve como pressuposto epistemológico as idéias do educador Humberto Maturana, o qual demonstrou que a aprendizagem na natureza e também entre seres humanos acontece dentro das relações dialógicas de convivência, nas quais é essencial a aceitação do outro, a afetividade (o amor) e o diálogo, como estímulos à aprendizagem. As falas dos estudantes foram sendo incorporadas às categorias analíticas, definidas à priori. Ficou demonstrado que o estudante vivenciou uma aprendizagem significativa, estimulada por todos aqueles que compartilharam da convivência, a saber: enfermeiro/preceptor, docente/supervisor, equipe de saúde da família e comunidade. Neste processo, foram comuns vários sentimentos, como a alegria, a satisfação, a autoconfiança, a afetividade, assim como, em um sentido oposto, a tristeza, a indignação, a sensação de impotência e o medo. O aprendizado do relacionamento interpessoal foi apresentado como o mais relevante da experiência acadêmica, dando conta, portanto, da importância da afetividade no processo de aprendizagem, conforme assinala Maturana. Recomenda-se que o ensino de enfermagem continue priorizando as unidades de saúde da família como cenário educativo na Atenção Básica, observando-se a importância de inserir os estudantes em ambientes acolhedores, de forma que a aprendizagem possa ser estimulada.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lauriana Medeiros e Costa, Faculdade de Ciências, Cultura e Extensão do Rio Grande do Norte

Enfermeira. Mestre em Enfermagem. Professora do Curso de Enfermagem da Faculdade de Ciências, Cultura e Extensão do Rio Grande do Norte (FACEX). E-mail: laurianamc@hotmail.com.

Downloads

Publicado

15-05-2017

Como Citar

Costa, L. M. e. (2017). Aprendizagem na convivência: o estágio curricular em enfermagem. Revista Eletrônica De Enfermagem, 10(4). Recuperado de https://www.revistas.ufg.br/fen/article/view/46848

Edição

Seção

Resumo