Caracterização clínico-epidemiológica dos pacientes com diagnóstico de tuberculose resistente às drogas em João Pessoa, PB

Autores

  • Jordana de Almeida Nogueira Universidade Federal da Paraíba
  • Rosa Rita da Conceição Marques Universidade Federal da Paraíba
  • Tatiana Rodrigues da Silva Grupo de Pesquisa e Qualificação em Tuberculose
  • Uthania de Mello França Universidade Federal da Paraíba
  • Tereza Cristina Scatena Villa Universidade de São Paulo
  • Pedro Fredemir Palha Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.5216/ree.v10.46775

Palavras-chave:

Tuberculose, Resistência a medicamentos, Epidemiologia, Enfermagem em Saúde Comunitária

Resumo

A resistência aos esquemas usuais de tratamento à tuberculose (TB) tem sido um fenômeno preocupante principalmente nos países em desenvolvimento, agravado pela miséria, co-infecção TB/HIV, degradação dos serviços de saúde. Objetivou-se descrever as características clínico-epidemiológicas dos pacientes que desenvolveram resistência aos tuberculostáticos, assistidos em hospital de referência em João Pessoa, PB. Pesquisa documental retrospectiva constituída por 22 prontuários de pacientes acompanhados entre 2002 a 2006, que utilizou um formulário para coleta de dados. Os resultados revelaram que 77% dos casos encontravam-se na faixa etária de 36 a 55 anos; 72,5% do sexo masculino; 55% solteiro/separado; 77% possuíam baixa escolaridade; 64% renda familiar inferior a um salário mínimo. Quanto à caracterização clínica, 100% apresentavam forma clínica pulmonar e resistência a isoniazida; 73% resistentes a isoniazida, rifampicina e a uma terceira droga; 40% à pirazinamida. Além da resistência às drogas de primeira e segunda linha, observou-se resistência a clofazimina, droga utilizada para tratamento de casos multirresistentes. Chama atenção, que 95% dos casos tinham história de tratamento anterior, sugerindo a necessidade de adoção de medidas que aumentem o rendimento das ações de controle da TB, em especial à implementação da supervisão terapêutica para casos sensíveis, evitando o aparecimento da resistência.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Metrics

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Jordana de Almeida Nogueira, Universidade Federal da Paraíba

Doutora em Saúde Pública, Professora do Departamento de Enfermagem Médico-cirúrgica e Administração da Universidade Federal da Paraíba. E-mail: jal_nogueira@yahoo.com.br

Rosa Rita da Conceição Marques, Universidade Federal da Paraíba

Mestre em Saúde Pública, Professora do Departamento de Enfermagem Médico-cirúrgica e Administração da Universidade Federal da Paraíba. E-mail: rosa.rita@oi.com.br

Tatiana Rodrigues da Silva, Grupo de Pesquisa e Qualificação em Tuberculose

Enfermeira. Membro do Grupo de Pesquisa e Qualificação em Tuberculose. E-mail: tatirodrigues21@yahoo.com.br

Uthania de Mello França, Universidade Federal da Paraíba

Mestre em Saúde Pública, Professora do Departamento de Enfermagem médico-cirúrgica e Administração da Universidade Federal da Paraíba. E-mail: uthania@ig.com.br

Tereza Cristina Scatena Villa, Universidade de São Paulo

Professora associada Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto – Universidade de São Paulo - Centro Colaborador da WHO em Pesquisa em Enfermagem. Coordenadora da Área de Pesquisa Operacional da Rede Brasileira de Pesquisas em Tuberculose. E-mail: tite@eerp.usp.br

Pedro Fredemir Palha, Universidade de São Paulo

Doutor em Saúde Pública, Professor do Departamento de Enfermagem Materno-Infantil em Saúde Pública da EERP/USP. E-mail: palha@eerp.usp.br

Downloads

Publicado

15-05-2017

Como Citar

1.
Nogueira J de A, Marques RR da C, Silva TR da, França U de M, Villa TCS, Palha PF. Caracterização clínico-epidemiológica dos pacientes com diagnóstico de tuberculose resistente às drogas em João Pessoa, PB. Rev. Eletr. Enferm. [Internet]. 15º de maio de 2017 [citado 29º de novembro de 2021];10(4). Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/fen/article/view/46775

Edição

Seção

Artigo Original