Tristeza/depressão na mulher: uma abordagem no período gestacional e/ou puerperal

Autores

  • Maria Isabel Ruiz Beretta Universidade Federal de São Carlos
  • Débora Junqueira Zaneti Universidade Federal de São Carlos
  • Márcia Regina Cangiani Fabbro Universidade Federal de São Carlos
  • Marildy Aparecida de Freitas Universidade Federal de São Carlos
  • Eliete Maria Scarfon Ruggiero Universidade Federal de São Carlos

DOI:

https://doi.org/10.5216/ree.v10.46770

Palavras-chave:

Depressão pós-parto, Enfermagem obstétrica, Gravidez, Período pós-parto

Resumo

Na gestação e puerpério, a mulher e sua família passam por uma série de mudanças que podem predispor ou mesmo intensificar a tristeza ou a depressão pós-parto. Este estudo identificou e comparou as repercussões destes quadros depressivos em gestantes/puérperas de baixo risco com as de alto risco. A pesquisa é qualitativa, descritiva, exploratória, do tipo estudo de caso. Este estudo foi realizado durante os meses de maio a novembro de 2006, no Ambulatório de Alto Risco e em uma Unidade Básica de Saúde da cidade de São Carlos/SP e, no domicílio das participantes. Para a coleta de dados utilizou-se dois roteiros de entrevista e escala de Beck. Foram entrevistadas oito gestantes. Os resultados demonstraram que o apoio do companheiro e familiares nessa fase da vida é extremamente importante, e a tristeza e/ou depressão pós-parto se instala ou se agrava quando estes aspectos não estão fortalecidos. As gestantes de baixo risco são mais vulneráveis por apresentarem dificuldades de adaptação ao papel materno e situações sócio-econômicas e familiares mais instáveis, o que nos instiga a refletir no papel das Unidades de Atenção Básica, em especial dos profissionais de enfermagem na identificação precoce, acompanhamento e encaminhamento dos casos de depressão.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Metrics

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Maria Isabel Ruiz Beretta, Universidade Federal de São Carlos

Enfermeira, Professora Adjunta do Departamento de Enfermagem da Universidade Federal de São Carlos. E-mail: dmirb@power.ufscar.br

Débora Junqueira Zaneti, Universidade Federal de São Carlos

Enfermeira, graduada pela Universidade Federal de São Carlos em 2006. São Carlos/SP.

Márcia Regina Cangiani Fabbro, Universidade Federal de São Carlos

Enfermeira, Professora Adjunta do Departamento de Enfermagem da Universidade Federal de São Carlos. E-mail: dmirb@power.ufscar.br

Marildy Aparecida de Freitas, Universidade Federal de São Carlos

Enfermeira, Professora Adjunta do Departamento de Enfermagem da Universidade Federal de São Carlos. E-mail: dmirb@power.ufscar.br

Eliete Maria Scarfon Ruggiero, Universidade Federal de São Carlos

Enfermeira, Professora Adjunta do Departamento de Enfermagem da Universidade Federal de São Carlos. E-mail: dmirb@power.ufscar.br

Downloads

Publicado

15-05-2017

Como Citar

1.
Beretta MIR, Zaneti DJ, Fabbro MRC, Freitas MA de, Ruggiero EMS. Tristeza/depressão na mulher: uma abordagem no período gestacional e/ou puerperal. Rev. Eletr. Enferm. [Internet]. 15º de maio de 2017 [citado 27º de outubro de 2021];10(4). Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/fen/article/view/46770

Edição

Seção

Artigo Original