Conhecimento sobre a doença e mudança de estilo de vida em pessoas pós-infarto

Autores

  • Larissa Bertacchini de Oliveira Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem
  • Vilanice Alves de Araújo Püschel Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem

DOI:

https://doi.org/10.5216/ree.v15i4.18442

Palavras-chave:

Enfermagem, Infarto, Fatores de Risco, Conhecimentos, Atitudes e Prática em Saúde, Estilo de Vida

Resumo

Pesquisa descritiva que teve como objetivo identificar conhecimento sobre a doença e as mudanças de estilo de vida em pessoas pós-infarto. Foram entrevistadas 31 pessoas acompanhadas em uma Unidade de Saúde da Família. Com relação ao conhecimento, apenas 15% das pessoas souberam definir a doença e 74% souberam referir apenas de uma a duas causas. Em relação às mudanças de estilo de vida, 58% das pessoas entrevistadas não modificaram seu estilo de vida em função do infarto. É amplo o conhecimento na literatura científica sobre os fatores de risco para o infarto, no entanto, este estudo mostra que deve ser dada atenção à população que já foi acometida pela doença, pois essa ainda possui poucas informações relativas à doença e sua prevenção, sendo um dos fatores que contribuíram para a não mudança de estilo de vida.

Descritores: Enfermagem; Infarto; Fatores de Risco; Conhecimentos, Atitudes e Prática em Saúde; Estilo de Vida.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Larissa Bertacchini de Oliveira, Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem

Enfermeira. Discente do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem na Saúde do Adulto, nível Mestrado, da Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo (EE/USP). São Paulo, SP, Brasil. E-mail: larabeta@usp.br.

Vilanice Alves de Araújo Püschel, Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem

Enfermeira, Doutora em Enfermagem. Professora Doutora da EE/USP. São Paulo, SP, Brasil. E-mail: vilanice@usp.br.

Downloads

Publicado

31-12-2013

Como Citar

1.
Oliveira LB de, Püschel VA de A. Conhecimento sobre a doença e mudança de estilo de vida em pessoas pós-infarto. Rev. Eletr. Enferm. [Internet]. 31º de dezembro de 2013 [citado 20º de janeiro de 2022];15(4):1026-33. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/fen/article/view/18442

Edição

Seção

Artigo Original