Mudanças na vida das pessoas com lesão medular adquirida

  • Soraia Dornelles Schoeller Universidade Federal de Santa Catarina
  • Rodolfo Nunes Bitencourt hospital santa catarina
  • Maria Tereza Leopardi Universidade do Vale do Itajaí
  • Denise Pires de Pires Universidade Federal de Santa Catarina
  • Maria Tereza Brasil Zanini Universidade do Extremo Sul Catarinense
Palavras-chave: Cuidados de Enfermagem, Reabilitação, Traumatismos da medula espinhal

Resumo

RESUMO

A lesão medular é uma deficiência física de grande impacto pessoal e social. É grave e incapacitante. O objetivo geral deste estudo foi compreender quais são os impactos da lesão medular na vida da pessoa por ela acometida. Investigaram-se também algumas características das pessoas, realização das atividades da vida diária, a vida antes da lesão e os recursos procurados no momento da lesão. Trata-se de estudo de abordagem qualitativa, exploratória e descritiva. Os participantes foram pessoas com lesão medular há mais de dois anos. A coleta de dados baseou-se em entrevista semiestruturada. Os resultados da pesquisa mostraram que a pessoa divide sua vida entre antes, durante e depois da lesão, revivendo o momento gerador diversas vezes. A família é essencial na (re)adaptação da pessoa. É necessário que o enfermeiro aprimore os conhecimentos sobre lesão medular e seus cuidados, para fornecer suporte à pessoa, sua família e equipe de saúde.

Descritores: Cuidados de Enfermagem; Reabilitação; Traumatismos da medula espinhal.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Soraia Dornelles Schoeller, Universidade Federal de Santa Catarina
Enfermeira, Doutora em Filosofia da Saúde e Enfermagem, Professora Adjunto I, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Florianópolis, SC, Brasil. E-mail: soraia@ccs.ufsc.br.
Rodolfo Nunes Bitencourt, hospital santa catarina

Enfermeiro, Hospital Santa Catarina. Criciúma, SC, Brasil. E-mail: rodolfonbitt@hotmail.com.

Maria Tereza Leopardi, Universidade do Vale do Itajaí
Enfermeira, Doutora em Enfermagem, Professora efetiva, Universidade do Vale do Itajaí. Itajai, SC, Brasil. E-mail: mtl@soldasoft.com.br.
Denise Pires de Pires, Universidade Federal de Santa Catarina
Enfermeira, Doutora em Ciências Sociais, Professora Associado, UFSC. Florianópolis, SC, Brasil. E-mail: piresdp@yahoo.com.
Maria Tereza Brasil Zanini, Universidade do Extremo Sul Catarinense
Enfermeira, Professora especialista, Universidade do Extremo Sul Catarinense. Florianópolis, SC, Brasil. E-mail: mbz@unesc.rct-sc.
Publicado
31-03-2012
Como Citar
Schoeller, S., Bitencourt, R., Leopardi, M. T., Pires, D., & Zanini, M. T. (2012). Mudanças na vida das pessoas com lesão medular adquirida. Revista Eletrônica De Enfermagem, 14(1), 95-103. https://doi.org/10.5216/ree.v14i1.12453
Seção
Artigo Original